Processos industriais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1356 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA
UNATEC

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM Mecatronica Industrial

1 º MÓDULO

Aluno: Tiago Soares Lino de Souza

Professor: Gilson Sampaio


Processos industriais

Belo Horizonte/MG 10/10/2012
1ºsemestre / 2012

2.Introdução

Definir o que é um processo contínuo
Apresentar quais os processos contínuos existentes
Justificar porqueestes processos são contínuos

3. Desenvolvimento
3.1 Descrever à tecnologia de funcionamento
3.1.1 Celulose
3.1.2 Papel
3.1.3 Petróleo
3.1.4 Siderurgia
3.2 Citar alguns Epi`s utilizados nestes processos
3.3 Analisar impacto ambiental destes processos

4. Conclusão
4.1 A organização

2.1 Definir o que é um processo contínuo

É visto como um método usado em industrias e fábricas afim de garantir maior quantidade fabricada de um determinado produto durante o menor espaço de tempo possível.
Um processo contínuo é coerente,constante e interrupto, em contraste com o processamento em lote. A maioria dos fabricantes geralmente usa o processo contínuo de fabricação de produtos químicos, bem como no processo de refinação de petróleo bruto.
Aqueles cujo o processo envolve demaneira mais significativa variáveis contínuas no tempo. A produção é medida em toneladas ou em metros cúbicos e o processo produtivo, manipula fluidos.

2.2 Processos contínuos existentes

São industrias petrolíferas,químicas,petroquímicas,papel e celulose, alimentícia,cimenteira,metalúrgica,tratamento de água,geração de energia entre outras.

2.3 Porque estes processos são contínuos?Com o fluxo de produção os produtos se enquadram no nível de qualidade e forma confiável, enquanto o processo de fabricação e os ingredientes são inalterados. O processo de produção contínua diminui os custos de produção eliminando o tempo de inatividade.

Bibliografia: Ferro, JR 1989 inovações organizacionais em industrias de processos contínuos.

3.1.1 Celulose

A industria de papel ecelulose no brasil apresentou um salto tecnológico a partir da década de 1950. Existem vários exemplos da evolução tecnológica pela qual este tipo de industria vem passando no brasil. O marco principal ocorreu em 1956, quando a companhia susano de papel e celulose, firmou um convenio com a universidade de Jackson nos Eua o resultado foi a criação de um processo técnico e economicamente satisfatóriopara a produção de papel, que utilizou como matéria prima o eucalipto, que possui fibras curtas e se desenvolve de forma abundante no brasil.
A empresa Bahia sul, iniciou sua produção em 1993, sendo a primeira empresa a utilizar o digestor contínuo que consome menos reagentes químicos no branqueamento.
A Klabin foi a empresa que construiu a primeira planta integrada do país em 1934, no paraná. Elapesquisou a utilização da araucária, mas problemas de ordem técnica forçaram- na a optar pelo Pinus.
O ultimo exemplo é o da Vcp que utiliza a técnica de clonagem para a reprodução de suas florestas e usa máquinas que descascam as arvores na própria floresta. No setor industrial, ela utiliza o ozônio no processo de branqueamento e digestores contínuos e maquinas secadoras de celulose com teladupla e filtros de licor verde.

Bibliografia: Marcelo Carlos, doutor em planejamento de sistemas energéticos unicamp.

EPI´S Utilizados : botas,luvas,roupas adequadas.

3.1.2 Papel
A palavra papel na planta do tipo Gramineo papiro, que cresce nas margens do rio nilo, cuja folha folha era utilizada naquela região desde 2500 antes de cristo.
A fabricação de papel a partir trapos de linho foiinventada pelos chineses por volta de 1oo anos depois de cristo.
O processo foi traduzido para a Europa no seculo 14e teve aplicação industrial na Inglaterra no seculo 18.
A celulose é a matéria-prima mais importante do processo de fabricação do papel.

Podemos dividir a industria de papel em três partes distintas:
Industria da polpa de celulose
Fabricação de papel
Fabricação de...
tracking img