Problemas economicos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3593 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Problemas econômicos



Os problemas econômicos estão presentes a todo instante de nossas vidas, desde questões mais rotineiras como assuntos de real complexidade, alguns problemas como por exemplo:

• Por que a renda nacional cresceu após guerra até 1980 acima de 7,0% ao ano, superando o Japão e, daí então, praticamente estacionou?
• Por que o nordestino possui uma renda percapita muito inferior à do paulista?
• Por que a expansão da moeda e do crédito pode gerar inflação?
• Por que o governo que não tem superávit fiscal apresenta dificuldade em financiar seus déficits públicos?
• Como pode uma desvalorização cambial conduzir a uma melhora na balança comercial e a uma redução do salário ?
• Será que o sistema de indexação de salários, câmbio ejuros interfere no processo inflacionário?
• Por que a taxa de juros de mercado e o preço esperado de venda do produto são dados importantes para as decisões de investimento das empresas?
• Até onde juros altos reduzem o consumo e estimulam a poupança?
• Por que os fumantes são mais penalizados quando sobe o preço de todos os cigarros relativamente à alta de preço de apenas uma marca?• Serão as negociações coletivas a solução alternativa ao mercado quando a economia é fortemente marcada por oligopólios e sindicatos fortes, acompanhado de baixa abertura ao comércio internacional? Na ausência dessa solução até onde o congelamento de preços apresenta-se como alternativa para conter a inflação?
• Por que os impostos sobre alguns produtos como cigarros, veículos eeletrodomésticos são por demais elevados?
• Quais as justificativas técnicas para a existência de tantas empresas estatais na economia brasileira?
• Por que as universidades públicas são predominantemente federais?
• Como os bancos interferem nas taxas de juros e apenas intermediam. A poupança financeira do país?
• A propaganda cria necessidades ou apenas informa sobre ascaracterísticas dos bens e serviços?
• Por que a alta no preço do cafezinho reduz a demanda de açúcar?
• Porque a rendados agricultores se eleva quando ocorre uma estiagem que reduz a produção?
• Por que estudar economia quando o lazer é mais atraente?




A Lei da Escassez



Em Economia tudo se resume a uma restrição quase que física - a lei da escassez, isto é, produzir omáximo de bens e serviços a partir dos recursos escassos disponíveis a cada sociedade.
Se uma quantidade infinita de cada bem pudesse ser produzida, se os desejos humanos pudessem ser completamente satisfeitos, não importaria que uma quantidade excessiva de certo bem fosse de fato produzida. Nem importaria que os recursos disponíveis: trabalho, terra e capital (este deve ser entendido comomáquinas, edifícios, matérias-primas etc.) fossem combinados irracionalmente para produção de bens. Não havendo o problema da escassez, não faz sentido se falar em desperdício ou em uso irracional dos recursos e na realidade só existiriam os "bens livres". Bastaria fazer um pedido e, pronto, um carro apareceria de graça. Na realidade, ocorre que a escassez dos recursos disponíveis acaba por gerar aescassez dos bens - chamados "bens econômicos". Por exemplo: as jazidas de minério de ferro são abundantes, porém, o minério pré-usinável, as chapas de aço e finalmente o automóvel são bens econômicos escassos. Logo, o conceito de escassez econômica deve ser entendido como a situação gerada pela razão de se produzir bens com recursos limitados, a fim de satisfazer as ilimitadas necessidades humanas.Todavia, somente existirá escassez se houver uma procura para a aquisição do bem. Por exemplo: o hino nacional escrito na cabeça de um alfinete é um bem raro, mas não é escasso porque não existe uma procura para sua aquisição.


Pode-se perguntar por que são os bens procurados (desejados)? A resposta é relativamente simples: um bem é procurado porque é útil. Por utilidade entende-se...
tracking img