Primeiros socorros

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1169 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de julho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
01/04/2011

PARADA CARDÍACA
É definida como uma cessação súbita e inesperada dos batimentos cardíacos.  O coração para de bombear o sangue para o organismo e os tecidos começam a sofrer os efeitos da falta de oxigênio.  O cérebro,começa a morrer após cerca de três minutos privado de oxigênio.


Prof.ª Cinthia Regina

PARADA CARDIORRESPIRATÓRIA

ETIOLOGIA
Parada respiratória Hipóxiapor insuficiência respiratória, coronariana e circulatória  Trauma “coração”  Drogas  Distúrbios metabólicos  Arritmias
 

SINAIS
Inconsciência Ausência de pulsação e de ausculta de batimentos cardíacos  Palidez excessiva  Cianose extremidade (lábios, unhas e mãos)
 

PARADA RESPIRATÓRIA
Parada respiratória significa falta da respiração.  Insuficiência respiratória significa quemuito embora a respiração ocorra, não é adequada para manter os níveis normais de oxigênio e de dióxido de carbono no sangue.
 

Evolui, rapidamente, para assistolia, caso não sejam estabelecidas medidas de SBV O único tratamento disponível para o controle desse distúrbio do ritmo cardíaco é a desfibrilação



1

01/04/2011

ETIOLOGIA


O centro respiratório no cérebro devefuncionar para que a respiração ocorra, e estará seriamente comprometido se não houver fluxo sanguíneo adequado ao cérebro.

Obstrução das vias aéreas por corpo estranho (OVACE)  Obstrução das vias aéreas por inconsciência – depressão do sistema nervoso  Doenças do pulmão  Pneumotórax hipertensivo  Acidente vascular cerebral  Afogamento  Choque alérgico


SINAIS
Choque elétrico Envenenamento por ingestão de sedativos, produtos químicos ou medicamentos  Trauma  Soterramento (sufocamento)  Gases e fumaças  Edema cerebral


CIANOSE (Cor azulada dos) Apnéia  Pele fria  Extremidades cianóticas (lábios, língua e unhas)  Ausência de pulso femoral ou carotídeo  Inconsciência(redução de perfusão cerebral  Midríase: as pupilas começam a dilatar-se entre 30 a 45 segundos apósa interrupção da circulação, levando em torno de 4 a 5 minutos para que a lesão cerebral se torne irreversível
 

REANIMAÇÃO CARDIPULMONAR


PRINCIPAIS SINAIS E SINTOMAS QUE PRECEDEM UMA PCR
        

Conjunto de manobras realizadas em uma pessoa em parada cardiorrespiratória (PCR) que visam o retorno à circulação espontânea com mínimo de dano neurológico.

Dor torácicaSudorese Palpitações precordiais Tontura Escurecimento visual Perda de consciência Alterações neurológicas Sinais de baixo débito cardíaco Parada de sangramento prévio

2

01/04/2011

SINAIS CLÍNICOS DE UMA PCR
Imobilidade  Palidez  Cianose de extremidades  Falta de respostas aos estímulos  Ausência de pulso  Midríase


SINAIS E SINTOMAS
Inconsciência sem resposta a estímulo Ausência de movimentos respiratórios  Ausência de pulso


SUPORTE BÁSICO DE VIDA


1º VERIFICAR A RESPONSIVIDADE


O suporte básico de vida (SBV) consiste na oxigenação e na perfusão dos órgãos vitais, através de manobras simples e mantidas continuamente.

Deve tocar firmemente ou sacudir levemente a vítima e gritar “você está bem”?
Responde estímulo verbal?

não não
Responde estímulodoloroso?

paciente não responde?

2º AJUDA


3º POSICIONAR A VÍTIMA E SE POSICIONAR


Chamar por ajuda: solicitada essencialmente com desfibrilador e material de suporte avançado

Em superfície rígida, em decúbito dorsal, com o socorrista posicionado à altura do ombro direito da vítima

3

01/04/2011

RESSUSCITAÇÃO


C – COMPRESSÃO TORÁCICA
Avaliação do pulso da artériacarótida de 5 a 10 segundos  Iniciar o ciclo de 30 compressões torácicas, aproximadamente, 18 segundos  **Afogamento, a prioridade seria aplicar compressões torácicas com ventilação de resgate por cerca de 5 ciclos (±2 minutos) antes de acionar o serviço de emergência/ urgência.


C-A-B ( socorrista sozinho) Compressões torácicas, via aérea, respiração Em adultos, crianças e bebes...
tracking img