Potencia reativa em sistemas eletricos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 23 (5718 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de julho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
ENGENHARIA ELÉTRICA

Influência do Aumento de Potência Reativa na Estabilidade de Tensão

São João Del Rei, Maio de 2011



Engenharia Elétrica









Influência do Aumento de Potência Reativa na Estabilidade de Tensão





Aluno:
Professor Orientador:






São João Del Rei, Maio de 2011

Dedicatória:

Dedico este trabalho aosmeus pais e irmãos, pois sem eles esse sonho não teria sido possível.














Agradecimento:
















Resumo

Este trabalho tem como objetivo, simular em um sistema de distribuição, aumentos de injeções de potência reativa em barras de influência para observação do fenômeno de instabilidade de tensão dentro da faixa normaldos limites de tensão, que se encontram entre 0.95 a 1.05 pu.

Sumário

1 Introdução 7
2 Metodologias de Análise de Estabilidade De Tensão 8
2.1 Matrizes de sensibilidade 9
2.2 Teoria da Bifurcação 9
2.3 Método Direto 10
2.4 Valores Singulares e Autovalores 10
2.5 Determinante Reduzido 10
2.6 Técnicas da função de Energia 10
2.7 Técnica da partição de redes 102.8 Análise da matriz [D’] 11
3 Análise sobre Estabilidade de Tensão 11
3.1 Introdução 11
3.2 Análise de algumas situações que levam à instabilidade de tensão 14
4 Metodologia utilizada 16
4.1 Introdução 16
4.2 Obtendo a Magnitude do Determinante da Matriz [D’] 18
4.2.1 Generalizando para um sistema Multi-nó 19
4.3 Sinal do Determinante da matriz [D`] 21
4.4 Interpretandoos Índices 22
5 Contingências 23
5.1 Introdução 23
5.2 Cálculos das Margens do Caso Base e dos Casos Contingências 23
5.3 Ordenação de Contingências 24
5.4 Ordem de Grandeza do Índice de Sensitividade para βi0 >0 27
5.5 Ordem de Grandeza do Índice de Sensitividade para βi0 <0 31
6 Estudo de Caso em um sistema de Distribuição 36
7 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 37Introdução

A estabilidade de tensão é definida como sendo a habilidade do sistema de potência em manter as tensões em níveis aceitáveis, que são pré-estabelecidos, tanto em condições normais de operação, como após um distúrbio.
Os sistemas elétricos de potência trabalhão cada vez mais próximos de seus limites. Uma vez que há um aumento da demanda de energia elétrica e da complexidade dos sistemasque não é acompanhado de investimentos estruturais.
Grandes problemas relacionados com o colapso de tensão já ocorreram em Baltmore e Washington D.C, em 1990 bem como no Japão em 1987. No Brasil, tivemos duas ocorrências na cidade de São Paulo em abril de 1997, que não levaram o sistema ao colapso total, graças à ação do Esquema Regional de Alivio de Carga (ERAC) e aos cortes realizadosmanualmente. Permanecendo em serviço cerca de 85% da carga total em ambos distúrbios.
A discussão sobre a natureza do problema tem mostrado que um sistema pode atingir o ponto de colapso com pequenas perturbações.
Estão sujeitos a um colapso de tensão os sistemas de potência que estão fortemente carregados e sujeitos à faltas e também os que se encontrão com baixa reserva de potência reativa.
Asocorrências de colapso de tensão no sistema elétrico brasileiro (valores de tensão são definidos conforme as regras do PRODIST - Módulo 8) mostraram a importância do conhecimento do ponto de operação e o ponto de máximo carregamento do sistema. Uma vez que a queda de tensão tem sido reconhecida como um fenômeno que se inicia localmente e se espalha pela vizinhança, assim a sinalização de áreas oubarras criticas do sistema, as barras cujas variações de carga produzam maiores variações de tensão, tem importância fundamental para a otimização das ações de controle. Essa característica e outras considerações permitem a utilização do modelo de fluxo de carga para estudar o comportamento do sistema.
Este trabalho se propõe a realizar um estudo sobre estabilidade de tensão, relacionando a...
tracking img