Positivismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 25 (6176 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O QUE É AFINAL O POSITIVISMO? A SUA APRESENTAÇÃO SEGUNDO HABERMAS E GIDDENS

Denis de Castro Halis
Mestre em Sociologia e Direito – PPGSD/UFF. Pós-Graduando em Filosofia da UERJ.

Palavras-chave: Positivismo, Giddens, Habermas, Teoria do Conhecimento, Ciência, Filosofia.
Área do Conhecimento: Ciências Humanas

O propulsor deste trabalho é a hipótese de que o termo “positivismo”tornou-se um rótulo por demais utilizado sem que, no entanto, haja uma qualificação ou especificação mais rigorosa do mesmo. O que se buscou, a partir de então, foi o resgate de apresentações qualificadas de alguns dos principais caracteres da vertente positivista, sempre com privilégio às idéias de Augusto Comte. Dois autores contemporaneamente consagrados foram selecionados: Jürgen Habermas e AnthonyGiddens. Ambos são os guias no encontro com os argumentos de Comte.

I. INTRODUÇÃO

O propulsor deste trabalho é a hipótese de que o termo “positivismo” tornou-se um rótulo por demais utilizado sem que, no entanto, haja uma qualificação ou especificação mais rigorosa do mesmo. O que se buscou, a partir de então, foi o resgate de apresentações qualificadas de alguns dos principais caracteres davertente positivista, sempre com privilégio às idéias de Augusto Comte. Dois autores contemporaneamente consagrados foram selecionados: Jürgen Habermas e Anthony Giddens. Ambos são os guias no encontro com os argumentos de Comte.
Trata-se de trabalho substancialmente teórico, em que são utilizados, como textos-base, a edição brasileira de Conhecimento e interesses, de autoria de Habermas (1982),em particular o capítulo 2 dessa obra, e o cap. 5 do livro Política, sociologia e teoria social de Giddens (1998). O objeto é, portanto, uma análise do “positivismo”, em especial de Comte, segundo a apresentação desses dois autores. Ressalta-se que escapa ao objeto a apresentação ou a crítica dos aspectos mais “sociológicos” das idéias de Comte. Privilegiou-se, propositadamente, seus argumentosque possuem uma interface com as questões envolvendo ciência, filosofia e metodologia.
O trabalho é dividido em duas seções principais. Na primeira, são abordadas as apresentações de aspectos centrais do “positivismo”, segundo os diagnósticos convergentes de Habermas e Giddens, enquanto que na segunda seção, trabalha-se com as distinções entre “conhecimento científico” e “conhecimento metafísico”sob alguns parâmetros já consagrados e que balizaram a própria orientação de Comte.

II. A APRESENTAÇÃO DO POSITIVISMO SEGUNDO HABERMAS E GIDDENS: A RELAÇÃO ENTRE CIÊNCIA E FILOSOFIA

Habermas inicia sua exposição sobre Pragmatismo, positivismo e historismo promovendo uma severa crítica aos esforços pretendidos pelos adeptos do “positivismo”, mencionando, em especial, Augusto Comte (1798-1857)e Ernst Mach (1834-1916). Optou-se, aqui, por analisar as idéias de Comte.
Habermas pessoaliza o termo “positivismo” e, por sua forma de escrita, faz parecer, neste início de seu texto, que há apenas uma modalidade de positivismo, ou um só entendimento ou compreensão do mesmo. Essa impressão se justifica a partir de sua apresentação dos diferentes caracteres de “o positivismo”. Pode-se ilustraresse argumento com as seguintes passagens: “O positivismo assinala o fim da teoria do conhecimento. (...) O positivismo amputa este questionamento; (...) O positivismo perde essa dimensão de vista (...). (...) O positivismo dogmatiza a fé das ciências nelas mesmas, ele assume a função de blindar (...)” (Habermas, 1982, p. 89-90).
Com efeito, pode-se objetar que são os autores - ou alguns autores -ditos positivistas que, talvez, “assinalem”, “amputem”, “dogmatizem”, etc. O cuidado metodológico que é aqui sublinhado envolve o receio de que não se perceba eventuais nuances em “o positivismo” - tornado algo por demais abstrato. Ou, então, em não havendo nuances, era preciso que isso ficasse claro.
A preocupação com a diferenciação entre “positivismos” e “positivistas” aparece já na...
tracking img