Portico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1752 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
AULA

ESTÁTICA

• Análise de estruturas

Estática
Índice








CAPÍTULO 6
Definição de uma treliça
Treliças simples
Análise de treliças pelo método dos nós
Nós sujeitos a condições especiais de carregamento
Análise de treliças pelo método das secções
Treliças copmpostas por várias treliças simples







CAPÍTULO 7
Forças interiores em elementosVigas: tipos de carregamentos e apoios
Força de corte e momento flector numa viga
Diagramas de esforço transverso e momento flector

A6 - 2

Estática
Estruturas
Estrutura – Sistema qualquer de elementos ligados, construído para suportar ou
transferir forças e para resistir com segurança às cargas que nele actuam. Na análise das
forças das estruturas, é necessário desmembrar a estrutura eanalisar, separadamente, os
diagramas de corpo livre dos elementos individuais ou da combinação dos elementos,
de maneira a determinar as forças internas da estrutura.
Considere-se o guindastre:

Forças
interiores

Forças
exteriores

Em conformidade com a terceira lei de Newton que afirma que, as forças de acção e
reacção entre corpos em contacto têm a mesma intensidade, a mesma linha deacção, e
sentidos opostos.
A6 - 3

Estática
Treliças
Uma treliça é uma estrutura:
• Constituída por barras rectilíneas ligadas umas às outras por articulações (nós).
Portanto, as forças actuantes nas extremidades de uma barra reduzem-se a uma única
força sem binário.
• As barras de uma treliça ligam-se apenas através das suas extremidades; assim,
nenhuma barra tem continuidade atravésde uma articulação.

• As únicas cargas aplicadas são forças concentradas e actuam sempre sobre os nós.

Tracção

compressão

A6 - 4

Estática
Treliças
Uma treliça é uma estrutura:
• Constituída por barras rectilíneas ligadas umas às outras por articulações (nós).
Portanto, as forças actuantes nas extremidades de uma barra reduzem-se a uma única
força sem binário.
• As barras deuma treliça ligam-se apenas através das suas extremidades; assim,
nenhuma barra tem continuidade através de uma articulação.
• As únicas cargas aplicadas são forças concentradas e actuam sempre sobre os nós.
• É suposto, que o peso da barra é pequeno quando comparado com a força que ele
suporta. Em caso contrário se o efeito do peso tiver de ser levado em conta, o peso P,
se a barra foruniforme, poderá ser suposto como duas forças, P/2, cada uma
actuando nas extremidades da barra.
• Os únicos tipos de apoio possíveis são apoios fixos ou móveis, e estão sempre
localizados nos nós.

A6 - 5

Estática
Treliças
Uma treliça poderá ser plana, quando todas as barras são complanares, ou espacial,
no caso contrário.

Treliça Plana

Treliça Espacial

A6 - 6

EstáticaTreliças
Uma treliça poderá ser plana, quando todas as barras são complanares, ou espacial,
no caso contrário.

Treliça Espacial

A6 - 7

Estática
Treliça Simples
• Uma treliça é considerada rígida
quando
sujeita
a
determinado
carregamento não perder a sua forma,
ou seja não sofrer grandes deformações.

A6 - 8

Estática
Treliça Simples
• Treliça Simples – é toda a treliça que podeser
construída ligando três barras em três nós,
formando um triângulo, e adicionando em seguida
sucessivos grupos de duas barras, ligadas a dois
nós já existentes e a novo nó.
Considerando:
m – nº de barras da treliça
n – nº de nós da treliça
Uma treliça simples verifica sempre a igualdade

2n = m + 3

A6 - 9

Estática
Análise de Treliças pelo Método dos Nós
• Decompor a treliçada figura e traçar o DCL para cada
barra e articulação.
• Cada barra é submetida à acção de duas forças, uma em
cada extremidade, essas forças têm a mesma intensidade
a mesma linha de acção e sentidos opostos.
• As forças exercidas por uma barra nas duas articulações
a que esta se liga têm de estar dirigidas segundo o eixo
da barra e ser iguais e opostas.
• Se a treliça contiver n...
tracking img