Portfolio de comunidade e escola

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2938 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
RELATORIO DE PESQUISA E PRATICA PROFISSIONAL –
RELAÇÃO ESCOLA E COMUNIDADE
































INTRODUÇÃO




Este trabalho vai apresentar o conceito de comunidade em relação entre escola e comunidade, pois nesse compreende normas sociais, práticas sociais, hábitos diversos, costumes e religiões diversificadas.
Abordará aclássica distinção entre comunidade e sociedade e suas características.
Segundo Melo (2011), na sua teoria, descreve fatores na relação entre escola e comunidade e na gestão democrática da escola.
O principal objetivo é conhecer a participação e assim para melhor se aproximar do relacionamento entre escola e comunidade e também estudar a instituição familiar e escolar.
Os estudosda comunidade e escola foram encontrados através de pesquisas de campo e entrevista com docentes.
O desenvolvimento do trabalho foi em grupo, e em forma de leitura e debate do assunto abordado do livro de Melo(2011).
As partes que irão compor seu desenvolvimento, conceito de comunidade e diferença de comunidade e sociedade e as características, é uma perspectiva histórica esociológica da família em relação à escola, e a teoria de Melo.
Posteriormente será disposto a apresentação dos dados coletados com professores da escola de educação infantil.

































A ESCOLA EM RELAÇÃO À COMUNIDADE



A concepção geral de comunidade, nesse sentido, é a de um grupo mais coeso, cultural e geograficamente, e cujosinteresses em geral aproximam os membros que o constituem. Na comunidade, as pessoas se relacionam mais proximamente, mantendo contatos cotidianos e informais, já na sociedade, conjunto humano e social mais complexo, as pessoas se relacionam mediados por leis e regras mais formalizadas. Na comunidade, como afirma Durkheim apud Melo (2011), prevalece a “solidariedade mecânica”, enquanto nasociedade prevalece a “solidariedade orgânica”.
Ao conhecer os diferentes prismas em que a comunidade é examinada, o futuro educador poderá ter parâmetros para avaliar as relações sociais concretas entre a escola e a comunidade em que atua, fundamentado melhor na prática em relação à comunidade escolar, assim como promovendo, se for o caso, aberturas e relacionamentos coerentes com o principiodefendido de comunidade escolar.
As normas sociais na comunidade erma estabelecidas, medidas e colocadas em prática pelas tradições, pelos hábitos, pelos costumes, pela religião e pela oralidade.
A discussão em torno da caracterização da comunidade sempre foi um objeto privilegiado em determinado campo da sociologia.
O mais clássico autor, referência inclusive para Weber eDurkheim, é o sociológico alemão Ferdinand Tonnier (1855–1936), o qual opõe gemeinschaft(comunidade) e gesellschaft(sociedade).(Mello, 2011).
O principio dessa oposição em Tönnies apud Melo (2011) é retomado de uma idéia pura de comunidade avessa aos princípios sociais da sociedade moderna. Sendo assim, comunidade e sociedade são formas dispares de sociabilidade humana, e, sem dúvida, aconcepção de comunidade para o autor carrega consigo um traço marcante de positividade, sempre em relação a negatividade da vida moderna.
A comunidade, para Tönnies, representa o tipo de sociabilidade existente nas antigas formas de vida social, caracterizadas pelo seu tamanho diminuto territorialmente, como as aldeias, cuja base se dava na família. As relações ocorriam com origem nalocalidade, expressa por sentimentos pessoais, até mesmo afetivos, e pessoalmente, por meio do encontro das pessoas.
A comunidade pode ser definida em três bases Territorial, que è um elemento comum nas várias concepções de comunidade, ou seja, a existência da comunidade está relacionada diretamente a proximidade geográfica das pessoas, o que de certa forma, permite o aprofundamento das relações...
tracking img