Politica publicas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4083 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic] [pic]

DISCIPLINA: CONHECIMENTO E OS MÉTODOS DE CUIDAR

| O RACIOCÍNIO CRÍTICO E O JULGAMENTO CLÍNICO EM ENFERMAGEM |


INTRODUÇÃO

Raciocínio clínico e pensamento crítico são usados com freqüência na literatura de enfermagem como sinônimos para descrição dos processosassociados ao trabalho dos enfermeiros junto aos pacientes. Entretanto o pensamento crítico envolve algumas habilidades e atitudes necessárias ao desenvolvimento do raciocínio clinico, o qual se baseia ainda nos conhecimentos existentes e no contexto (metas possíveis, desejos do usuário, recursos disponíveis).



RACIOCÍNIO CLINICO NA ENFERMAGEM

O raciocínio esta presente em todas as ações edecisões assistenciais do enfermeiro: no diagnostico dos fenômenos, na escolha de intervenções apropriadas e na avaliação dos resultados obtidos. A formulação diagnóstica contém as expectativas de intervenções e resultados possíveis, em dado contexto, e depende das pessoas envolvidas (enfermeiro, paciente, família, comunidade) e dos relacionamentos que são estabelecidos entre as pessoas.

Há umaproposta de modelo teórico sobre o raciocínio clinico que integra três dimensões presentes nos julgamentos clínicos: dimensão diagnóstica, dimensão terapêutica e dimensão ética. Segundo esse modelo a coleta e o processamento das informações são fortemente influenciados pelos aspectos etnoculturais e motivacionais dos sujeitos, pelos interesses e pelas bases filosóficas da enfermeira, suas crençassobre o foco conceitual da enfermagem e sua função social, e por seus valores implícitos e explícitos, especialmente quando há pouco tempo para a tomada de decisões, sendo muito importante, dentro de uma abordagem integrada, encorajar a sensibilidade às pistas éticas relevantes na admissão e avaliação diárias das pessoas cuidadas.





DECISÕES CLÍNICAS NA PRÁTICA DE ENFERMAGEM

A tomada dedecisões clínicas separa as enfermeiras profissionais do pessoal técnico. É a enfermeira profissional, por exemplo, que toma providências imediatas quando a condição clínica de um cliente se agrava, que decide se um cliente esta apresentando complicações que exigem que se avise a um médico ou profissional de saúde ou que decide se um plano de instrução a um cliente é ineficaz e precisa ser revisto.A tomada de decisões clínicas é como um julgamento que inclui o pensamento e a ação críticos e reflexivos e a aplicação de lógica cientifica e prática. O enfermeiro tem de aprender, isso sim, a questionar, usar a imaginação e explorar perspectivas e interpretações diferentes para encontrar uma solução que beneficie o cliente. Procure e examine idéias e interferências relativas aosproblemas do cliente, considere os princípios científicos relacionados com os problemas, reconheça os problemas e elabore uma abordagem ao cuidado de enfermagem. O pensamento crítico é fundamental para a prática da enfermagem profissional, por lhe permitir testar e refinar as abordagens da enfermagem, aprender com os sucessos e fracassos e aplicar novos conhecimentos (por ex: achados de pesquisa deenfermagem).



PENSAMENTO CRÍTICO

Processo intelectual organizado do individuo ao realizar os atos de conceitualização, aplicação, análise, síntese e avaliação de informações obtidas ou geradas através da observação, experiência, reflexão, raciocínio ou comunicação, atos esses que deverão guiar o comportamento. Ele envolve o reconhecimento de que há uma questão (p. ex: os problemas docliente), a análise das informações relativas à questão (p. ex: dados clínicos referentes a um cliente) avaliação das informações (revisão das suposições e das evidências e a obtenção de conclusões.

O Sr Jacob é um cliente de 58 anos de idade que foi submetido a uma prostatectomia radical para um câncer de próstata no dia de ontem. Sua enfermeira, Tonya encontra o cliente deitado na cama em...
tracking img