Policarbonato

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1485 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Grupo: Martha Fernanda Salgado Neto RA: 299073
Rodrigo Felipe Viana de Medeiros RA: 322245
Sinara Teixeira do Brasil Morais RA: 290947

Tratamento de Efluentes

1. O que é efluente?

Esgoto é o termo usado para caracterizar os efluentes provenientes dos diversos usos da água, como o uso doméstico, comercial, industrial, agrícola, em estabelecimentos públicos eoutros. Podemos classificar os esgotos sanitários em dois grupos principais: efluentes domésticos e efluentes industriais.
Os efluentes domésticos (a parcela mais significativa dos esgotos sanitários) provêm, principalmente, de residências e de edificações públicas e comerciais que concentram aparelhos sanitários, lavanderias e cozinhas. Os esgotos domésticos têm características bem definidascompondo-se, basicamente, das águas de banho, urina, fezes, restos de comida, sabões, detergentes e águas de lavagem.
Já os esgotos industriais são aqueles resultantes da utilização de água para fins industriais. Possui composição bastante diversa, pois dependerá do processo industrial empregado. Por isso devem-se tratar os esgotos das indústrias separadamente, de acordo com asparticularidades de cada uma.

2. Características dos Efluentes Domésticos   

Os efluentes domésticos contêm aproximadamente 99,8% de água. A fração restante (0,2%) é composta por sólidos orgânicos e inorgânicos, em suspensão ou dissolvidos, e microorganismos. É devido a essa pequena fração de sólidos que ocorrem os problemas de poluição nas águas, que traz à tona a necessidade de tratamento.A presença de agentes microbiológicos (bactérias e vírus) nos efluentes domésticos constitui em uma ameaça para a saúde pública, pois podem provocar gastrenterites, hepatites, febres tifóides, cóleras, etc.

3. Características dos Efluentes Industriais

A poluição pelos efluentes líquidos industriais deve ser controlada inicialmente pela redução de perdas nos processos, incluindoa utilização de processos mais modernos, arranjo geral otimizado, redução do consumo de água incluindo as lavagens de equipamentos e pisos industriais, redução de perdas de produtos ou descarregamentos desses ou de matérias primas na rede coletora. A manutenção também é fundamental para a redução de perdas por vazamentos e desperdício de energia.
As características dos efluentes industriais sãoinerentes à composição das matérias primas, das águas de abastecimento e do processo industrial. A concentração dos poluentes nos efluentes é função das perdas no processo ou pelo consumo de água.

4. Por que devemos tratar os esgotos?

É dever tratar corretamente os esgotos devido à sua potencialidade de causar danos à saúde e ao meio ambiente. A principal forma de contaminação se dáquando os esgotos, de forma direta ou indireta, atingem os corpos d’água superficiais ou subterrâneos. Quando um corpo d’água tem sua qualidade alterada, este fato reflete em todas as formas de vida que dependem daquela água. Os danos poderão ser de ordem social, econômica e ambiental, com essas dimensões interferindo entre si.

5. Tratamento de Efluentes em Esgotos Domésticos e Industriais:Primeiramente é importante definir o que é uma Estação de Tratamento de Efluentes (ETE): são estações que tratam águas residuais de origem doméstica e/ou industrial para depois serem escoadas para algum corpo d’água (mar ou rio) com um nível de poluição aceitável, através de um emissário, conforme a legislação vigente para o meio ambiente receptor.
Em uma ETE, as águas residuais passampor vários processos de tratamento, com o objetivo de separar ou diminuir a quantidade da matéria poluente da água. A seguir, conferem-se as etapas do tratamento.

▪ Tratamento Preliminar
O esgoto estará sujeito a processos tais como: gradeamento, que pode ser composto por grades grosseiras e/ou grades finas, cujo objetivo é a remoção de sólidos grosseiros; a desarenação, nas caixas...
tracking img