Poemas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (428 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução
“ Toda a gente sabe que um poema é um composto de relâmpagos delinguagem que nos permite quebrar o vidro fosco do tempo e descrever ascores e a vibração das almas. Há quem prefira definiro poeta como aquele quecondensa num mínimo de palavras a corrente contínua da experiência, aindefinição da personalidade humana e o choque frontal entre as circunstânciasexternas e a temperaturaíntima.”Inês Pedrosa,
Poemas de Amor – Antologia de Poesia Portuguesa (2000)
Este trabalho foi realizado a pedido da professora de Português, com oobjectivo de recolher vários poemas que fossem do nossoagrado.Ao longo deste trabalho iremos encontrar uma selecção de poemas,onde em grande parte a temática é o Amor.Os poemas pertencem a vários autores, de diferentes épocas, queretratam o amor de formasvariadas, como sendo algo belo, algo que provocasofrimento; e muitas vezes estes possuem um destinatário.
4


Escola Secundária Artística António Arroio
Entrando no mar da poesia...
Navioerrante
Navio errante,atraquei ao cais do Amor.Daí em diantefui-me ao sabor de ondas, páriade incerto rumo, bússola perdida.Onde a linha imagináriado verde equador da minha vida?Navio errante,sem lemenem comandante,meu sonho é corcel sem rédeaa gravitar na linha médiaentre o equador e o cais do Amor!M. ª Eugénia Lima,
Plural – Português 10º Ano
5



Escola Secundária Artística António ArroioBusque Amor novas artes, novo engenho,Para matar-me, e novas esquivanças,Que não pode tirar-me as esperanças,Que mal me tirará o que eu não tenho.Olhai de que esperanças me mantenho!Vede queperigosas seguranças!Que não temo contrastes nem mudanças,Andando em bravo mar, perdido lenho.Mas, conquanto não pode haver desgostoOnde esperança falta, lá me escondeAmor um mal que mata e não se vê;Que diashá que na alma me tem postoUm não sei quê, que nasce não sei onde,Vem não sei como, e dói não sei porquê.Luís de Camões,
Poemas de Amor – Antologia de PoesiaPortuguesa
Amor é um fogo que arde...
tracking img