Plano inicial de fortalecimento dos conselhos escolares

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1071 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CURSO DE EXTENSÃO A DISTÂNCIA EM FORMAÇÃO CONTINUADA EM CONSELHOS ESCOLARES
UFSCar/MEC

MARISA APARECIDA LIOTTI AZEVEDO

AT-PI - Plano Inicial
FORTALIZAÇÃO DOS CONSELHOS ESCOLARES: FORMAÇÃO E PARTICIPAÇÃO

PITANGUEIRAS - SP
2012

MARISA APARECIDA LIOTTI AZEVEDO

Plano Inicial apresentado ao Curso de Extensão a distância em Formação Continuada em Conselhos Escolares.

Tutor(a):Esleide de Cássia Rodrigues
Turma: Mico-leão-dourado

PITANGUEIRAS - SP
2012

O Conselho Escolar é um órgão de representação da comunidade escolar. A escola, no cumprimento do seu papel e na efetivação da gestão democrática, precisa não só criar espaços de discussões que possibilitem a construção do projeto educativo por todos os atores da comunidade escolar, como consolidá-los como espaçosque favoreçam a participação.
Para que a tomada de decisão seja partilhada e coletiva, é necessária a efetivação de vários mecanismos de participação, desde a escolha do cargo de gestor à criação e consolidação do Conselho Escolar entre outros, além de novas maneiras de partilhar o poder de decisão.
A gestão democrática como um processo contínuo é que provoca uma nova forma de gestão política quese origina da consciência crítica elaborada na ação e no debate. Nesse sentido, na unidade educacional a gestão está nas mãos de todos os envolvidos na ação de educar, e não apenas restrito ao conselho ou a uma direção. Cabe destacar, que trabalhar com essa perspectiva de gestão na sociedade atual, apresenta-se com muitas limitações.
Assim se faz premente a formação de toda a comunidade escolarpara que num processo contínuo se promova a efetiva participação do Conselho Escolar na gestão das Unidades Educacionais, visando à consolidação da Gestão Democrática.
As ações e decisões do Conselho Escolar devem ser discutidas em assembléia, reuniões e posteriormente abertas a todos os segmentos, para que possam debater, e ouvir e dar opiniões. A legitimidade das ações e decisões do ConselhoEscolar se efetiva em seu Regimento próprio, onde estão definidas sua finalidade, estrutura e funcionamento.
Portanto, para que a participação seja uma realidade, são necessários meios, ações e condições favoráveis, ou seja, é preciso repensar a cultura escolar e local, os processos, normalmente autoritários, de distribuição do poder no seu interior. Enfim, a participação é um processo permanente, aser construído coletiva e diariamente. Em alguns casos, é necessário reaprender o processo de participação, reinventá-lo! Nessa direção, é fundamental ressaltar que a participação não se decreta, não se impõe e, portanto, não pode ser entendida apenas como mecanismo formal, ritual e legal.
Mobilizar e envolver a comunidade na vida cotidiana da escola não é uma tarefa fácil, a participação denovos atores na gestão escolar, a descentralização do poder e a delegação de responsabilidades precisam ser compartilhadas com a reorganização e fortalecimento dos órgãos colegiados.
A primeira ordem frente o fortalecimento dos conselhos escolares seria então a formação continuada de todos os envolvidos na construção da comunidade escolar: gestores, professores, alunos, pais e demais representantesda sociedade e só a partir da formação começar a elaboração do regimento municipal dos Conselhos Escolares, definindo normas e metas.
Através dos questionários informativos foi possível perceber o caráter formal e legal dos conselhos escolares, no entanto foge destes a atuação co-responsável de todos os membros. Fica somente a fase burocrática do conselho e deixa ao encargo dos diretores todasas tomadas de decisões.
O desconhecimento das atribuições e o significado político social do conselho escolar, aliado ao desinteresse, à falta de integração, falta de liderança efetiva e inadequação doa horários de reuniões são aspectos que dificultam a participação plena dos integrantes nas reuniões.
Para melhorar o desempenho do conselho escolar e conseqüentemente, a qualidade do ensino, não...
tracking img