Plano estrategico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 29 (7010 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de julho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
CONSTRUÇÃO E PROPOSIÇÃO DE UM MODELO DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO BASEADO EM 10 ANOS DE EXPERIÊNCIA

Autoria: Carlos Alberto Vargas Rossi, Fernando Bins Luce

Resumo
A proposição de um modelo de planejamento estratégico baseado em pesquisa-ação realizada pelos autores nos últimos dez anos é o tema deste trabalho. Totalmente derivado desta viva (e longa) experiência de formulação eacompanhamento da implementação de planos estratégicos nas empresas, o modelo representa o produto (em 2002) de uma construção paulatina de conhecimento, fundamentada na teoria e verificada na prática.
A seqüência do artigo inclui uma introdução, seguida de revisão teórica sobre o planejamento estratégico, alcançando tanto tradição quanto contemporaneidade nesta análise. O método utilizado paraa construção do modelo proposto, logo a seguir, oferece uma discussão sobre aspectos epistemológicos da pesquisa em estratégia, denotando a pertinência da pesquisa-ação diante do objetivo do artigo. Descreve-se, então, o longo trabalho de campo. Resultam o modelo de planejamento estratégico, detalhadamente descrito e, por fim, as conclusões.

1. Introdução
A realidade nunca parou de mudar.Moeda e inflação estáveis já foram cenários distantes ou até quiméricos no Brasil. Crises do petróleo nos anos 70, explosão dos juros internacionais no início dos 80, guerra do Golfo em 1991, crise cambial em 1999, furacão da Internet com a ascensão e queda das pontocom, todos foram eventos externos que sacudiram as condições de gerenciamento das empresas. A crise a partir dos atentadosterroristas de setembro de 2001, ao fazer balançar temporariamente o “capitalismo organizado” de todo o mundo, notabilizou o poder dos impactos externos sobre a vida das empresas.
Mas, se não há novidades na mudança constante da realidade, é necessário concordar que a velocidade das mudanças é, no mínimo, impressionante.
Por que, então, fazer planejamento estratégico, hoje, impõe-se como práticarecomendável para a gestão saudável das organizações?
Algumas razões óbvias num quadro como o brasileiro: juros altos, poupança baixa, câmbio em realinhamento permanente, concentração sem precedentes do controle das tecnologias e dos mercados, fusões e aquisições de empresas, hiper-sensibilidade dos nossos mercados financeiros, exposição desregulada à volatilidade do financiamentointernacional que dificulta todo tipo de crescimento auto-sustentado, queda dos gastos sociais em função do aumento dos encargos financeiros públicos, esfacelamento dos sistemas e dos direitos de proteção social, dificuldades de controle do desemprego, contenção das taxas de crescimento, ascendência dos serviços no sistema econômico, velocidade hipersônica das comunicações e das informações.
E, como senão bastasse, escancara-se a inserção das empresas no cenário de negócios internacional, tanto competindo com companhias estrangeiras no mercado interno quanto se propondo a competir com elas em outros mercados.
Mas as obviedades representam, tão somente, a essência do cotidiano. Amanhã, algumas dessas evidências ainda estarão aí, outras virarão fumaça e novas aparecerão. A mais importanterazão para que se faça planejamento estratégico, hoje, é que, como sempre, a realidade continua a mudar. Cada vez menos há espaço para improvisações e delongas em questões estratégicas, bem como, cada vez mais, a realidade empresarial se mostra inclemente e fulminante com as empresas amadoras, diletantes ou meramente intuitivas.
E como lidamos, na gestão dos negócios e das instituições em geral,com toda esta permanente descontinuidade? Sob o prisma da estratégia empresarial, o planejamento estratégico tem representado, nas últimas décadas, uma das mais virtuosas formas de estabelecer um convívio saudável e profícuo com este signo de inevitável instabilidade. Pesquisado, analisado e construtivamente criticado pela academia, além de amplamente utilizado pelas empresas, o planejamento...
tracking img