Plano cruzado e plano cruzado ii

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1268 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
PLANO CRUZADO
 Foi lançado em 28.02.1986, baseado na Lei 2.283 do mesmo ano; Sendo os principais respnsaveis pelo conjunto de medidas o Presidente República,Jose Sarney e Ministro da Fazenda, Dilson Funaro, João Sayad, Edmar Bacha, André Lara Resende e Persio Arida.
 As principais medidas contidas no Plano eram:

 congelamento de preços de bens e serviços nos níveis do dia 27 de fevereirode 1986;
 Congelamento da Taxa de Cambio por um ano em 13,84 Cruzados = 1 Dólar e 20,58 Cruzados = 1 Libra
 reforma monetária, com alteração da unidade do sistema monetário, que passou a denominar-se cruzado (Cz$), cujo valor correspondia a mil unidades de cruzeiro;
 substituição da Obrigação Reajustável do Tesouro Nacional ORTN, título da dívida pública instituído em 1964, pela Obrigação doTesouro Nacional (OTN), cujo valor foi fixada em Cz$106,40 e congelado por um ano;
 congelamento dos salários pela média de seu valor dos últimos seis meses e do salário mínimo em Cz$ 804,00, que era igual a Aproximadamente a US$ 67,00 de Salário Mínimo
 como a economia fora desindexada, institui-se uma tabela de conversão para transformar as dívidas contraídas numa economia com inflaçãomuito alta em dívidas contraídas em uma economia de inflação praticamente nula;
 criação de uma espécie de seguro-desemprego para aqueles que fossem dispensados sem justa causa ou em virtude do fechamento de empresas;
 os reajustes salariais passaram a ser realizados por um dispositivo chamado "gatilho salarial" ou "seguro-inflação", que estabelecia o reajuste automático dos salários sempre que ainflação alcançasse 20%
Medidas Iniciais
 O objetivo principal do plano foi conter a inflação e para isso foram adotadas várias medidas, sendo as principais:
 Substituição da moeda do Brasil de Cruzeiro para o Cruzado e divisão do valor de face por 1000, fazendo Cr$ 1.000,00 = Cz$ 1,00.
 Suspensão da correção monetária generalizada. A correção monetária provocava uma indexação quasecompleta da economia e realimentava a expectativa inflacionária (Kirsten, 1986);
 O congelamento de preços pelo prazo de um ano, isto é, a fixação de todos os preços nos níveis de 27 de fevereiro de 1986 - medida adotada para eliminar a memória inflacionária. O congelamento era fiscalizado por cidadãos que ostentavam, orgulhosos, buttons de fiscal do Sarney, depredavam estabelecimentos que aumentavampreços e chegaram dar voz de prisão a gerentes de supermercados;
 Antecipação dos reajustes salariais, unificando a época dos dissídios, inclusive com antecipação de 33% do salário mínimo (Kirsten, 1986);
 Implantação da escala móvel de salários ou "gatilho salarial", isto é, correção automática dos salários sempre que a inflação acumulada pelo IPCA ultrapassasse 20%.
 Polemicas da Época

Um erro foi terem esquecido de trazer os preços a prazo de 30, 60, 90 dias ao seu valor presente a vista. Em vez de congelamento, ocorreu um aumento de 17%, 34%. Produtos vendidos com 30 dias tiveram um aumento real de 17%, a inflação media da época embutida nos preços. Produtos como brinquedos que tinham 180 dias de prazo, tiveram aumentos reais de 256%, no caso de empresas do setor debrinquedos como, por exemplo a de propriedade do ministro da fazenda. Persio Arida se desculpou do erro, alegando que estudara Argentina e Israel que estavam em hiper-inflação, quando não há mais vendas a prazo. Este erro na propria regra de congelamento desorganizou os preços relativos da economia, paralisou a produção por um mes e criou a famosa briga pelo "deflator" onde fornecedores e clientesdiscutiam novos preços reais
Fatores de fracasso
 O plano começou a fracassar exatamente devido ao desequlíbrio dos preços relativos da economia. Por não equalizarem o valor presente dos preços, muitos produtores que corrigiam seus preços entre dia 1 a 15 dos mês, ficaram com o preço tabelado abaixo da rentabilidade desejada ou até mesmo abaixo do custo de produção: algo que ou inviabilizava a venda...
tracking img