Planejamento e mandato

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 26 (6267 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Um trabalho que foca a nova realidade da administração Sindical.













































Planejamento

O planejamento é uma ferramenta administrativa, que possibilita perceber a realidade, avaliar os caminhos, construir um referencial futuro, estruturando o trâmite adequado e reavaliar todo o processo a que o planejamento sedestina. Sendo, portanto, o lado racional da ação. Tratando-se de um processo de deliberação abstrato e explícito que escolhe e organiza ações, antecipando os resultados esperados. Esta deliberação busca alcançar, da melhor forma possível, alguns objetivos pré-definidos.
Algumas ações necessitam de planejamento, mas muitas não. Nas atividades diárias, estamos sempre agindo, e antecipamos osresultados de nossas ações, mesmo que não estejamos completamente cientes dessa antecipação. Mas agimos com muito mais freqüência do que planejamos, explicitamente, nossas ações: poucas vezes temos consciência de estarmos executando um processo de deliberação antes da ação. Assim que tomamos conhecimento de uma ação, ou quando executamos comportamentos bem treinados para os quais possuímos planospreviamente armazenados, ou quando o curso de uma ação pode ser livremente adaptado enquanto ela estiver sendo executada, então, geralmente agimos e adaptamos nossas ações sem planejá-las explicitamente.
Na prática, podem-se distinguir três tipos de planejamento:
Planejamento Estratégico – é conceituado como um processo gerencial que possibilita ao executivo estabelecer o rumo a ser seguido pelaempresa com o seu ambiente.
Planejamento Tático – relacionam-se os objetivos de curto prazo, e com maneiras e ações que, geralmente, afetam somente uma parte da empresa.
Planejamento Operacional – pode ser considerado como a formalização, principalmente através de documentos escrito das metodologias de desenvolvimento e implantações estabelecidas.

Mandato

Em direito civil, o mandato é ocontrato por meio do qual uma pessoa, denominada mandatário, recebe poderes de outra, designada mandante, para, em nome e por conta desta última, praticar atos jurídicos ou administrar interesses. A palavra mandato tem como origem a expressão latina mandatum, que terá advindo da locução manum datum em virtude de os contratantes apertarem as mãos, após findarem o contrato. É controverso ainda se omandato foi um negócio stricti iuris ou iuris civilis, ou se foi um negócio tutelado por bonae fidei iudicia (tese defendida por Arangio-Ruiz). O seu carácter essencialmente gratuito parece apontar no sentido de que era um negócio do ius civile. A sua tutela judicial, porém, a actio mandati, aponta no sentido contrário.

Art. 653, do Código Civil:

"Opera-se o mandato quando alguém recebe deoutrem poderes para, em seu nome praticar atos ou administrar interesses. A procuração é o instrumento do mandato."

Indo um pouco mais além, o Código Civil, art. 656, indica que "o mandato pode ser expresso ou tácito, verbal ou escrito"

No entanto, a outorga do mandato está sujeita à forma exigida por lei para o ato a ser praticado. Não se admite mandato verbal quando o ato deva ser celebradopor escrito. (art. 657, Código Civil).




Índice






| |Planejamento |04 |
| |Aspectos históricos e peculiares das Entidades de Classe |04 |
| |O que são Entidades de Classe|04 |
| |Associações e Sindicatos |04 |
| |Federações |05 |
| |Confederações |05...
tracking img