Pilha de Daniel

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1839 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de junho de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
 Relatório realizado em laboratório de Química

FACULDADE ANHANGUERA DE RIBEIRÃO PRETO




QUÍMICA ANALÍTICA




Experimento 4° Pilha de Daniell Oxirredução


Pro ff. CLAUDIA POSSETI

Nomes: RA:

Éverson Aparecido dos Santos6621356472

João Carlos Pereira 6277270508

Paulo Henrique Menezes Silveira 2033002086

Ranieri Robson Ribeiro 6617349025

William Marcel Barbosa Coimbra5860158555


Ribeirão Preto
NOVEMBRO/2013







Índice

* Resumo------------------------------------------------------1

* Introdução---------------------------------------------------2

* Objetivo -----------------------------------------------------3

*Procedimento------------------------------------------------4

* Materiais ereagentes--------------------------------------5

*Questões para o relatório ---------------------------------6

* Referencias ------------------------------------------------7




















1. Resumo




Pilha é um sistema em que a energia química é transformada de modo espontâneo em energia elétrica, Daniell percebeu, que se ligasse esses doiseletrodos,(CU+)em CuSO4,(Zn-) ZnSO4) em uma ponte salina o mais reativo doaria seus elétrons para o cátion menos reativo em vez de fazer isto com os cátions da sua própria solução. Neste caso, o zinco é o mais reativo e sofre oxidação, doando os elétrons para o cobre, por isso a diminuição da sua massa. O eletrodo que sofre oxidação é o polo negativo, chamado de ânodo. O eletrodo de cobre é o que sofre aredução, o cátion cobre recebe os dois elétrons do zinco, e é denominado cátodo (polo positivo).













2.Introdução

A primeira pilha conhecida foi desenvolvida por Alessandro Volta (1745-1827) em 1800. Conforme se pode ver na figura abaixo, ela era constituída de placas metálicas de zinco e de cobre intercaladas e divididas por um algodão embebido numa solução eletrolítica queconduzia a corrente elétrica entre as placas, isto é, conduzia os elétrons perdidos pelo zinco até o cobre.  Cada placa era um eletrodo e cada conjunto dessas duas placas e o algodão era chamado de célula ou cela eletrolítica.
Alessandro Volta ​
Mas as soluções eletrolíticas usadas por Volta eram ácidas e geravam gases tóxicos, sendo muito perigosas. Assim, em 1836, o químico inglês John FredericDaniell (1790-1845) aperfeiçoou essa descoberta e montou um novo tipo de pilha menos arriscada e que ficou conhecida como Pilha de Daniell.

Químico e meteorologista inglês John Frederic Daniell (1790-1845)
Ele fez o seguinte: num recipiente, ele colocou uma lâmina de zinco numa solução de sulfato de zinco (ZnSO4); em outro recipiente separado, ele colocou uma lâmina de cobre numa solução desulfato de cobre (CuSO4). Dessa forma, ele fez o eletrodo de zinco e o eletrodo de cobre. Cada eletrodo desses é chamado de semicela.Separadamente ocorrem reações de oxirredução em cada sistema, com transferência de elétrons entre as espécies químicas, como será explicado mais adiante. Porém, desse modo, não era possível aproveitar a transferência de elétrons para gerar corrente elétrica e ligar umalâmpada, por exemplo. Por isso, ele colocou um circuito externo ligando esses dois eletrodos, com uma pequena lâmpada no meio.
Além disso, interligou as soluções de sulfato de cobre e de zinco com uma ponte salina que servia para manter as semicelas eletricamente neutras através da migração de íons. Sem a ponte salina haveria um excesso de cargas positivas em ambos os lados do sistema e a...
tracking img