Pilha de daniel

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1284 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE SALVADOR
DEPARTAMENTO DE ARQUITETURA E ENGENHARIA
ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

ELETROQUÍMICA: PILHA DE DANIEL E ELETRÓLISE

SALVADOR, BAHIA, BRASIL
2012

UNIVERSIDADE SALVADOR
DEPARTAMENTO DE ARQUITETURA E ENGENHARIA
ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

ELETROQUÍMICA: PILHA DE DANIEL E ELETRÓLISE

Relatório referente à prática Pilha de Daniel e Eletrólise, curso de Engenharia de Produção, disciplinaQuímica Tecnológica, turma MR01, primeiro semestre, professora
.

SALVADOR, BAHIA, BRASIL
2012
1.0 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

Eletroquímica é a parte da química que trabalha com o uso de reações químicas espontâneas para produzir eletricidade e com o uso da eletricidade para forçar reações químicas não-espontâneas acontecerem.
A pilha de Daniel (ver anexo 7.1) funciona a partir de dois eletrodosinterligados, onde cada eletrodo é um sistema constituído por um metal imerso em uma solução aquosa de um sal formado pelos cátions desse metal. Ele percebeu que se fizesse uma interligação entre dois eletrodos de metais diferentes, o metal mais reativo, iria transferir seus elétrons para o cátion do metal menos reativo em vez de transferi-los para seus próprios cátions em solução. Sempre que metaisde reatividades diferentes são imersos em soluções que contêm íons, é possível observar que no sistema se estabelece um circuito elétrico e o sentido da movimentação dos elétrons é do metal mais reativo (redutor) para o menos reativo (oxidante).
A eletrólise (ver anexo 7.2) por sua vez consiste em uma reação de óxi- redução não espontânea, é o inverso de uma pilha. Na pilha ocorre uma reação deóxi-redução espontânea que gera corrente elétrica detectável num circuito externo. Na eletrólise ocorre uma reação de oxi-redução não espontânea que consome corrente elétrica de uma bateria ligada ao sistema.

2.0 OBJETIVOS

2.1 Aprender a utilizar um multímetro;
2.2 Montar uma pilha de Daniel;
2.3 Verificar a produção de corrente elétrica através de um multímetro;
2.4 Estudar reaçõesespontâneas e não espontâneas.

3.0 PARTE EXPERIMENTAL

3.1 Materiais e reagentes:
Multímetro;
Pilha comercial;
Béquer;
Tubo de ensaio;
Carregador de celular;
Ponte salina;
Solução de (CuSO4) 0,3M;
Solução saturada de NaCl;
Eletrodo de cobre;
Eletrodo de zinco;
Solução de (ZnSO4) 0,3M;
Placa de zinco;
Placa de cobre;
Fenolftaleína.
3.2 Procedimentos Experimentais
3.2.1 Conectou-se a ponta de prova vermelha,pólo positivo, ao terminal VΩ e a ponta preta, pólo negativo, ao COM no multímetro (ver anexo 7.3). Após das devidas conexões, posicionou-se a chave rotativa na posição de medida de tensão contínua DVC.
Mediu então a tensão de uma pilha comercial e anotou seu valor.
Após esse procedimento, inverteu os terminais, ponta vermelha no pólo negativo e ponta preta no pólo positivo, o observou-se o queaconteceu com a medida.
3.2.2 Lixou os eletrodos antes da medida de potenciais. Montou-se uma pilha formada entre cobre (imerso no béquer contendo solução de CuSO4 0,3M), zinco (imerso no béquer solução saturada de NaCl) e uma ponte salina unindo os dois béqueres. Verificou então a ddp da pilha utilizando um multímetro.
3.2.3 Usando dois béqueres, adicionou-se solução de CuSO4 0,3M no primeiro esolução de ZnSO4 0,3M no segundo. Mergulhou a placa de cobre no primeiro béquer e depois do segundo e repetiu a operação utilizando dessa vez a placa de zinco.
3.2.4 Colocou-se três gotas de fenolftaleína em cada um dos dois tubos de ensaio e os preenchei com solução saturada de NaCl. Com a mesma solução usada no tudo de ensaio, preencheu até a metade de sua capacidade um béquer. Colocou cada uma dasextremidades de um carregador de celular em cada um dos dois tubos de ensaio e os virou de cabeça para baixo dentro do béquer. Então ligou o carregador na tomada e foi observada a mudança de coloração dos tubos com o passar do tempo.

4.0 RESULTADO

4.1 Ao colocarmos a ponta de prova vermelha (pólo positivo) ao terminal positivo da pilha comercial e a ponta de prova preta (pólo negativo) ao...
tracking img