Philip moris

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1879 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ANA CAROLINA LIMA DA SILVA











A CRISE NA INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA E SUA REESTRUTURAÇÃO

TRABALHO APRESENTADO AO CURSO DE MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE NEGÓCIOS, UNIVERSIDADE ANHANGUERA EDUCACIONAL.
Coordenador: Lucas Ribeiro
Tutor: Mirna MedeirosGUARULHOS/SP
2012
ANA CAROLINA LIMA DA SILVA











A CRISE NA INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA E SUA REESTRUTURAÇÃO

TRABALHO APRESENTADO AO CURSO DE MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE NEGÓCIOS, UNIVERSIDADE ANHANGUERA EDUCACIONAL.
Coordenador: Lucas Ribeiro
Tutor: MirnaMedeiros














GUARULHOS/SP
MARÇO/2012
SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO 4

2 A CRISE NA INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA BRASILEIRA 5

2.1 os motivos da CRISE 5

2.2 efeitos e impactos da crise no brasil 5

2.3 a aplicação do marketing para recuperação da indústria 5

2.4 A IMPORTÂNCIA DOS PROCESSOS NA recuperação da indústria 6

2.5 A IMPORTÂNCIA DA GESTÃO DA INFORMAÇÃO NASMONTADORAS 7

3 CONCLUSão 10

4 ReferÊncias 11




Introdução

Nos últimos anos, o setor automotivo foi visto com um símbolo de crescimento da economia no Brasil. Num período de cinco anos, foram vendidos mais carros do que em uma década inteira. Mas isso não foi suficiente para que as inúmeras indústrias se mantivessem imunes à crise que estava acontecendo ao redor do mundo. Em poucotempo, cerca de dois meses, as montadoras brasileiras tiveram uma enorme queda em seu faturamento, como um reflexo da crise mundial no setor.
Para se reestruturar, muitas empresas realizaram enormes cortes no quadro funcional, além de muitas outras soluções encontradas para que não fossem totalmente abaladas pela crise, e com isso ocorreu mobilização dos empresários para que os processos fossemrevisados e o investimento em tecnologia fosse significativo.




A CRISE NA INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA BRASILEIRA


1 os motivos da CRISE

A indústria automobilística foi a primeira a sofrer impactos por causa da crise financeira. O setor sofreu uma queda de maneira muito rápida, inesperada e drástica, as vendas caíram ao redor do mundo, mas existem alguns motivos que explicam taldesastre.
Percebemos que o setor automotivo sofre sensibilidade em relação às variações de consumo, muitas famílias prorrogam em média seis meses a compra de um automóvel, por se tratar de um vem de alto valor. Além disso, a facilidade de crédito para aquisição desse bem afeta diretamente as montadoras.
Outro motivo é a organização do setor, em que todos os processo são interligados. Só énecessário que a demanda diminua para que as usinas sejam obrigadas a diminuir a produção. O estoque de produtos para venda também gera altos custos.

2 efeitos e impactos da crise no brasil

Após alguns meses de crise no setor, a economia brasileira sofreu vários impactos, como por exemplo, a redução na venda de automóveis, cancelamento de produção de grandes lotes, queda de 15% nofaturamento, além de carros parados em seus pátios e férias de mais de 45.000 funcionários.
Com isso, não só as montadoras, mas também as diversas empresas envolvidas nesse tipo de negócio sofreram com os impactos.
A indústria automobilística é um setor de mercado que sofre grandes variações de consumo, um exemplo é quando famílias ou empresas decidem adiar a compra desse bem por se tratarde algo de grande valor, pois se trata de algo que afeta diretamente no orçamento, além das compras realizadas a crédito que afetam diretamente as vendas.

3 a aplicação do marketing para recuperação da indústria

As montadoras tiveram que buscar diversas soluções para se recuperar da crise, entre elas a estratégia de marketing para alcançar e despertar o desejo nos consumidores....
tracking img