Pesquisa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (267 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O presente trabalho procura entender o impacto da utilização intensiva da Tecnologia
da Informação e Comunicação (TIC) nos controles sobre a corrupção burocrática no âmbito daAdministração Publica. Para tanto, descreve a reforma administrativa implementada na
Secretaria da Fazenda do Governo do Estado de São Paulo entre 1995 e 2003, que se voltou,
entre outros aspectos,ao fortalecimento dos controles sobre a Administração Pública. Como
instrumental analítico para a compreensão do problema dos controles sobre a burocracia foi
utilizada a Teoria deAgência, uma das vertentes da Nova Economia Institucional voltadas para
o estudo das organizações.
Através dos conceitos desenvolvidos pela Teoria da Agência, são apresentados os
parâmetrosnecessários à organização de um sistema de Controle Interno. As instituições serão
consideradas fundamentais para a definição das estratégias dos atores. Desta forma, através de
arranjosinstitucionais específicos, seria possível minimizar o problema derivado da assimetria
de informação presente nas relações entre as cúpulas dirigentes das organizações estatais e aburocracia.
Os critérios de análise dos problemas administrativos, desenvolvidos neste trabalho, nos
permitiram avaliar o impacto do uso intensivo da TIC na administração pública no que dizrespeito ao controle da corrupção. Esses critérios levam à conclusão que, dependendo da forma
em que a TIC é utilizada, ela possibilita a criação de arranjos administrativos de controle debaixo custo que minimizam a assimetria de informação entre as cúpulas dirigentes e burocracia
e oferecem soluções para reduzir os problemas de delegação. Ao permitir a criação de taisarranjos institucionais de controle, estas novas tecnologias contribuem para a diminuição do
poder discricionário dos agentes públicos, dificultando assim atos de corrupção administrativa
tracking img