Perspectiva das micro e pequenas empresas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 22 (5352 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Perspectivas das micro, pequenas e médias empresas no Brasil


Sumário Este artigo visa discutir as perspectivas das micro, pequenas e médias empresas no Brasil no que se refere às suas possibilidades de crescimento e à definição de políticas de apoio. O artigo está

organizado em quatro seções. Após uma breve introdução ao tema, serão discutidas as perspectivas de crescimento destasempresas, as dificuldades na definição e implementação de políticas a elas

destinadas e a necessidade de se mudar o foco das políticas atuais.

Introdução As micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) vêm sendo há muito tempo alvo de atenção de analistas econômicos devido a seu potencial de geração de renda e de emprego. No pós- fordismo, esta atenção se intensifica à medida em que os atributos deflexibilidade e rapidez de adaptação às demandas do mercado características de muitas MPMEs são valorizadas (La Rovere 1999). Assim, políticas de inovação voltadas para estas empresas podem ser um instrumento de estímulo ao crescimento e à competitividade de setores e de regiões. Entretanto, a heterogeneidade do universo destas empresas torna difícil a

implementação de políticas de inovação aelas destinadas. Este artigo pretende refletir sobre estas questões no caso brasileiro. Inicialmente será feita uma breve apresentação da situação atual das MPMEs no Brasil e serão discutidas as possibilidades de crescimento para estas empresas. Em seguida serão levantadas as dificuldades para a definição e implementação de políticas. A última seção trará as conclusões do artigo, enfatizando anecessidade de mudanças no foco das políticas de apoio atuais para que a atividade inovadora das MPMEs seja encorajada.
1

A autora agradece os comentários de um parecerista anônimo.

1. As MPMEs no Brasil: situação atual crescimento

e possibilidades

de

2 As dificuldades de definição do conceito de MPMEs e o peso do setor

informal na economia brasileira levam a diferentes visões sobrea importância destas empresas na economia do país. Segundo estimativas do SEBRAE, há cerca de três milhões e meio de MPMEs no Brasil, das quais 1,9 milhões são microempresas. As estatísticas sobre constituição de firmas individuais nos últimos dez anos permitem estimar também que pelo menos metade das empresas registradas no Brasil são de pequeno porte 3 . Entretanto, apenas 30% das empresassobrevivem por mais de cinco anos (Romero 1999). Os dados da RAIS mais recentes indicam que em 1997 66% do emprego no país estava localizado em estabelecimentos com até 500 empregados, e 44,6% do emprego localizado em estabelecimentos até 100 empregados. Assim, a

importância das MPMEs para a geração de emprego é evidente. Entretanto, as perspectivas destas empresas no que se refere à geração derenda diferem de acordo com condições setoriais, locais e de inserção no mercado externo.

Estudos recentes sobre o desempenho competitivo das MPMEs indicam que existem limitações a este desempenho que são comuns às empresas de países desenvolvidos e em desenvolvimento, tais como máquinas obsoletas, administração inadequada e dificuldades de comercialização de seus produtos em novos mercados(Levistky 1996).

O uso de máquinas obsoletas é generalizado entre as MPMEs devido às dificuldades que estas empresas encontram em obter crédito. Tanto os países desenvolvidos como países em desenvolvimento têm

mecanismos de crédito específicos para estas empresas, mas nem sempre elas podem utilizá- los. No Brasil, por exemplo existem diversas linhas de financiamento especiais para empresaspequenas. Entretanto,
2 3

Ver a este respeito Julien (1993) Ver as estatísticas das Juntas Comerciais no site www.dnrc.gov.br

a simples exigência de estar em dia com as obrigações fiscais para obter crédito exclui a maioria das MPMEs. Nos países desenvolvidos, as garantias exigidas para a concessão de empréstimos são por vezes elevadas, inibindo os empresários, em particular os de microempresas,...
tracking img