Pendulo simples

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1104 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Experimento: Pêndulo Simples

Acadêmicos:---.



Turma: A Período: noturno

Professora: -

Data de realização: 28/07
Data de entrega: 04/

Experimento: Pêndulo Simples

Acadêmicos:--.



Turma: A Período: noturno

Professora: ----

Data de realização: 28/07
Data de entrega: 04/

Introdução:
O experimentoconsiste em uma maneira de antigamente ser usado como um medidor do tempo, seria um relógio mecânico, por exemplo. A energia da queda desse peso é transmitida através de um trem de engrenagem, formado por rodas dentadas que se encaixam umas nas outras e movimentam as agulhas do mostrador. O problema é que uma força aplicada continuamente produz uma aceleração. Logo, se nada se opusesse à descida do peso,ele imprimiria um movimento cada vez mais rápido à engrenagem. O que os sábios da Idade Média descobriram foi justamente um dispositivo de retardamento capaz de bloquear o peso e frear o movimento das rodas e agulhas, de modo a criar um movimento de oscilação com um batimento regular o vaivém continuo característico dos relógios.
Isso foi possível graças a uma pecinha composta de duaspalhetas presa a um eixo horizontal móvel, que se engrenam alternadamente sobre uma roda em forma de coroa dentada (chamada roda de encontro), localizada verticalmente sobre um eixo que se move sob o efeito do peso. Os impulsos alternados provocados pela roda de encontro fazem a pecinha oscilar sobre seu eixo de maneira regular; este movimento, então, é transmitido ao trem de engrenagem, quemovimenta as agulhas. O aparecimento, dos primeiros relógios mecânicos causou uma febre nas cidades européia que começavam a sacudir a modorra medieval. Cada burgo queria ter seu relógio não apenas por uma questão de prestígio, mas também porque a atração trazia viajantes, portanto dinheiro, para a localidade.
Já para os operários de cidade mais desenvolvidos, principalmente na Itália e emFlandres, onde já existia uma florescente indústria têxtil, um movimentado comércio, a novidade não era assim tão boa. O relógio. Passou a encarnar a autoridade que impunha as horas de trabalho e mais importante ainda exigia determinada produtividade ao longo da jornada. Em algumas cidades, os operários chegaram a se rebelar contra isso.
Mas com a revolução industrial, o modo de como ostrabalhadores exerciam seus trabalhos fez com que as relações de produção passaram a se fazer de maneira mais sistematizada, com a reunião dos operários dentro de fábricas. Habituados ainda a trabalhar segundo seu próprio ritmo, de acordo com a tradição herdada das corporações de ofício dos artesãos medievais, os operários se revoltaram contra as implacáveis máquinas do tempo. Com a desconfiança de que ospatrões roubavam nas horas, adiantando ou atrasando, os operários começaram a adquirir seus próprios relógios, com isso a indústria de relógios cresceu e estes tornaram-se mais baratos a medida que sua produção tornou-se seriada.
Nada, porém, popularizaria tanto o relógio como uma descoberta de 1880. Os irmãos Pierre e Jacques Curie, cientistas franceses, descobriram que um pedaço de cristalde quartzo, cortado na forma de uma lâmina ou de um anel e colocado a vácuo num circuito elétrico e em baixa temperatura, vibra 32758 vezes por segundo, como um pêndulo ultrarrápido.
Em 1925, pesquisadores dos Laboratórios Bell, nos Estados Unidos, construíram o primeiro oscilador a quartzo. Mas, então, os relógios a quartzo eram ainda quase tão grandes quanto uma geladeira e assimpermaneceriam por muito tempo. Pode-se considerar o 9º. Congresso Internacional de Cronometria, em Paris, em setembro de 1969, como a verdadeira data de nascimento da indústria do relógio a quartzo. Pois foi ali que a empresa japonesa Seiko apresentou seu primeiro modelo eletrônico.
O relógio a quartzo tinha dado um golpe mortal na indústria relojoeira clássica assim como o relógio atômico a...
tracking img