Paulo freire

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2805 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Resenha do Livro A Importância do Ato de Ler de Paulo Freire

















Brasília-DF
2010


Resenha do Livro A Importância do Ato de Ler de Paulo Freire

Almir Soares Ribeiro[1]



Resumo da Obra


A importância do ato de ler, e é dividido em dois artigos o primeiro trata da importância de “ler o mundo” que inicialmente seria uma leitura pessoal de seumundo imediato baseada no mundo da sua infância, na sua casa, no seu quintal aonde escrevera no chão do mesmo que era seu caderno suas primeiras palavras. Isso depois de estar alfabetizado e começar a fazer a sua segunda “leitura” de mundo, mas o mundo das palavras“.O capitulo inicial aborda também questões relacionadas com a Biblioteca Popular que traz a importância de se conhecer e de se produzira cultura do “povão. O autor faz criticas duras quanto ao papel do educador principalmente com relação à sua postura muitas vezes arrogante por parte e que não visa a “libertação” do aluno e a sua formação critica, de modo que o mesmo possa se expressar, opinar, concordar, discordar, enfim que não seja o modelo de aluno parado e passivo, mas apenas a transmitir o saber sob o olhar do professor“caridoso” que está fazendo um favor ao “pobre coitado” que dele depende. O professor precisa mudar essa postura, precisa considerar o saber do aluno, ouvir esse aluno e respeitar suas idéias. O segundo artigo fala da Alfabetização de adultos no contexto de São Tomé e Prince aonde dava a contribuição para o desenvolvimento do plano de Alfabetização local. Aqui o autor alerta que é preciso que apopulação se mobilize para a reconstrução do país, a começar pela reconstrução do povo como cidadãos críticos e que sejam capazes de emitir suas próprias opiniões por meio de uma consciência critica.









Credenciais do Autor


Na adolescência começou a desenvolver um grande interesse pela língua portuguesa. Com 22 anos de idade, Paulo Freire começa a estudar Direito na Faculdade deDireito do Recife. Enquanto cursava a faculdade de direito, casou-se com a professora primária Elza Maia Costa Oliveira. Com a esposa, tem teve cinco filhos e começou a lecionar no Colégio Oswaldo Cruz em Recife.

No ano de 1947 foi contratado para dirigir o departamento de educação e cultura do Sesi, onde entra em contato com a alfabetização de adultos. Em 1958 participa de um congressoeducacional na cidade do Rio de Janeiro. Neste congresso, apresenta um trabalho importante sobre educação e princípios de alfabetização. De acordo com suas idéias, a alfabetização de adultos deve estar diretamente relacionada ao cotidiano do trabalhador. Desta forma, o adulto deve conhecer sua realidade para poder inserir-se de forma crítica e atuante na vida social e política.

No começode 1964, foi convidado pelo presidente João Goulart para coordenar o Programa Nacional de Alfabetização. Logo após o golpe militar, o método de alfabetização de Paulo Freire foi considerado uma ameaça à ordem, pelos militares.Viveu no exílio no Chile e na Suíça, onde continuou produzindo conhecimento na área de educação. Sua principal obra, Pedagogia do Oprimido, foi lançada em 1969. Nela, PauloFreire detalha seu método de alfabetização de adultos. Retornou ao Brasil no ano de 1979, após a Lei da Anistia.

Durante a prefeitura de Luiza Erundina, em São Paulo, exerceu o cargo de secretário municipal da Educação. Depois deste importante cargo, onde realizou um belo trabalho, começou a assessorar projetos culturais na América Latina e África. Morreu na cidade de São Paulo, de infarto,em 2/5/1997. Disponível em. Ultimo Acesso: 8/9/2010


Conclusões do autor


È trabalhando a temática, discutindo sua importância, explicitando a compreensão critica da alfabetização e do papel de uma biblioteca popular relatando e documentando suas experiências de Alfabetização e de educação política que Paulo Freire produz sua obra, pensando e repensando sua própria prática....
tracking img