patrulhamento e criminologia

Páginas: 39 (9552 palavras) Publicado: 29 de outubro de 2014
Molise Zimmermann Fonseca RESUMO 1. Demonstra a necessidade de reestruturao das Foras Policiais. 2. Conceitua a Polcia Comunitria e elenca diversas experincias sobre esta filosofia no Brasil. 3. Evidencia os fatores importantes para a implementao da Filosofia de Polcia Comunitria. 4. Contextualiza a Polcia Comunitria como alternativa estratgica para a resoluo de problemas na rea da SeguranaPblica. 5. Define a Criminologia como cincia e a questo do crime como fenmeno social e comunitrio. 6. Mostra a correlao entre a Polcia Comunitria e a Criminologia. 7. Cita mecanismos de controle social sobre a criminalidade, indicados pela Criminologia. 8. Enuncia a setorizao do policiamento. 9. Descreve o emprego operacional do efetivo policial, a implantao do policiamento, os delitos monitorados e acoordenao e o controle do policiamento em reas comerciais. 10. Faz referncia ao geoprocessamento. Palavras-chave polcias militares, polcia comunitria, estratgia, Criminologia, controle social, setorizao, policiamento a p, reas comerciais, geoprocessamento. 1 INTRODUO No Brasil dos anos 80 era possvel se observar logradouros pblicos com freqncia de famlias inteiras a passear com tranqilidade esegurana. A sensao de bem estar refletia-se no cotidiano das capitais at o final da dcada de 70. A partir dessa poca, a criminalidade passa a surgir no Brasil e a crescer em ndices alarmantes. A expanso do trfico de drogas foi um dos fatores que contribuiu para esse incremento, e infelizmente no foi o nico. Estudos realizados por socilogos e criminlogos no pas, como o apresentado pelo livro Cabea dePorco de Luiz Eduardo Soares e tambm pela reportagem Falco, meninos do Trfico no Programa Fantstico, da Rede Globo, tentam estabelecer relaes entre as caractersticas sociais dos criminosos e seus atos delinqentes. No centro da discusso, firma-se a idia de que o criminoso e seus atos ofendem o consenso moral e normativo da sociedade, e sendo assim, a esta deve ser restabelecido, por meio depunio, seus valores centrais de normalidade. Todavia, o Brasil, como vrios outros pases da Amrica Latina, tem em seus indicadores sociais um enorme dficit social, em que pese o grande avano ocorrido nos ltimos anos. Apesar disso, os ndices de criminalidade violenta, no acompanham esta melhoria scio-econmica do pas e esse descompasso mostra-se de forma preocupante. Entre o final dos anos 70 e incio dos80, capitais como o Rio de Janeiro, So Paulo e Porto Alegre, tiveram seu ndice de homicdios, os dois primeiros, triplicado e o ltimo quadruplicado. Observa-se ento um paradoxo, pois mesmo com a melhoria dos ndices sociais, v-se a criminalidade aumentar nos grandes centros urbanos. Tradicionalmente, na sociologia do crime e na criminologia brasileira, acreditava-se que, resolvidos os problemassociais, saneados estariam os problemas da violncia. A crena de que fatores scio-estruturais, especialmente de natureza socioeconmica, so as causas da criminalidade e violncia, tende levar a formulao de polticas, com a inteno de desencadear uma reforma social e individual. No se nega a influncia dos fatores socioeconmicos no aumento da criminalidade e da violncia, porm no somente estes sodeterminantes para uma avaliao crtica sobre o tema. Eles so elementos que compem um sistema de anlise, o qual deve levar em considerao outros aspectos na definio do contexto da atividade criminosa. Essas outras variantes tm relao com a disponibilidade de alvos para a ao criminosa e/ou, com a ausncia de mecanismos de controle e vigilncia. Por fim, o ambiente da ao refere-se a um contexto macroestruturalsocioeconmico, no qual ocorre a possibilidade da disponibilidade de alvos e do enfraquecimento dos mecanismos de vigilncia, o que gera uma possibilidade de aumento considervel de delinqncia em um segmento especfico da populao. Os mitos da pobreza ligada ao crime e da explicao deste pela ausncia do Estado e pelo desemprego, fazem com que o prprio Estado contribua para se reforar a cultura das...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Patrulhamento montado
  • Criminologia
  • Criminologia
  • Criminologia
  • Criminologia
  • Criminologia
  • Criminologia
  • criminologia

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!