Patologias da const. civil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1847 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
IV CURSO DE
ESPECIALIZAÇÃO EM
PATOLOGIA DAS
CONSTRUÇÕES
INSPEÇÃO E ENSAIOS

CRONOGRAMA
2

Apresentação:
Prof. Dr. Wellington Mazer
wmazer@utfpr.edu.br
http://pessoal.utfpr.edu.br/wmazer

IV CEPAC - PROF. WELLINGTON MAZER - INSPEÇÃO E ENSAIOS

CRONOGRAMA
3

ENSAIOS – 1ª PARTE TEORICA
- 2ª PARTE PRÁTICA
- 3ª PARTE DISCUSSÃO DOS RESUTADOS

AVALIAÇÃO

- 1ª PARTE PRÁTICA
-2ª PARTE TEORICA

EXIGIDA A FREQUANCIA DE 75% OU MAIS
NOTA PARA APROVAÇÃO = 7,0 OU MAIS

IV CEPAC - PROF. WELLINGTON MAZER - INSPEÇÃO E ENSAIOS

CRONOGRAMA
4

26/03/2011 – APRESENTAÇÃO E INSPEÇÃO
02/04/2011 – ENSAIOS
09/04/2011 – ENSAIOS
16/04/2011 – ENSAIOS
30/04/2011 – ENSAIOS
07/05/2011 – ENSAIOS
14/05/2011 – AVALIAÇÃO
Totalizando 35h/aulas

IV CEPAC - PROF. WELLINGTON MAZER- INSPEÇÃO E ENSAIOS

CRONOGRAMA
5

DATA

TEORIA

PRÁTICA

02/04/2011

INTRODUÇÃO A ENSAIOS NO CONCRETO
ENSAIOS NO CONCRETO FRESCO: SLUMP, POWERS,
VEBE, KELLY, COESÃO, MOLDAGEM DE CP’s
ENSAIOS NO CONCRETO ENDURECIDO:
RESISTÊNCIA À COMPRESSÃO AXIAL E DIAMETRAL

SLUMP
COESÃO
MOLDAGEM CP’s

09/04/2011

END: Ph, CARBONATAÇÃO, ABSORÇÃO
ESCLEROMETRIA

CARBONATAÇÃOESCLEROMETRIA

16/04/2011

END: ULTRA-SOM, PACOMETRIA, PIT, EXTRAÇÃO DE
TESTEMUNHOS

ULTRA-SOM
RUPTURA DE CP’s

30/04/2011

END: POTENCIAL DE CORROSÃO, RESISTIVIDADE
ELÉTRICA

PACOMETRIA
POTENCIAL DE CORROSÃO

07/05/2011

END: PULL-OUT TEST, CRAVAÇÃO DE PINOS, RAIO X,
MATURIDADE.
PROVA DE CARGA

pH,
TEOR DE CLORETOS

IV CEPAC - PROF. WELLINGTON MAZER - INSPEÇÃO E ENSAIOS INSPEÇÃO
6

Avaliação precisa da situação
em que se encontra a
estrutura.

IV CEPAC - PROF. WELLINGTON MAZER - INSPEÇÃO E ENSAIOS

INSPEÇÃO
7

IV CEPAC - PROF. WELLINGTON MAZER - INSPEÇÃO E ENSAIOS

INSPEÇÃO
8

IV CEPAC - PROF. WELLINGTON MAZER - INSPEÇÃO E ENSAIOS

INSPEÇÃO
9

Razões para se promover uma avaliação de uma construção:

IV CEPAC - PROF. WELLINGTON MAZER -INSPEÇÃO E ENSAIOS

INSPEÇÃO
10

Quando a confiabilidade da estrutura é comprometida por deterioração geral;
Quando cargas adicionais serão aplicadas na estrutura;
Para obter informações visando projetos de reforço ou melhorias;
Para salvaguardar a segurança e a servicibilidade para condições normais de
utilização
Para criar um banco de dados de informações atualizadas sobre as condiçõesde
toda estrutura, criando parâmetros para organizar operações de manutenção
preventiva;
Para estabelecer prioridades para o reparo ou substituição de estruturas em níveis
elevados de deterioração.
IV CEPAC - PROF. WELLINGTON MAZER - INSPEÇÃO E ENSAIOS

INSPEÇÃO
11

A avaliação de construções acometidas por patologias é uma
atividade multidisciplinar onde estarão envolvidas disciplinascomo:
Comportamento estrutural;
Tecnologia de materiais;
Projetos (normas, histórico, etc)
Método construtivo;
Estática;
Economia.
IV CEPAC - PROF. WELLINGTON MAZER - INSPEÇÃO E ENSAIOS

INSPEÇÃO
12

Estratégias de Inspeção:
Ao se verificar que uma edificação está "doente“, torna-se
necessário efetuar uma vistoria detalhada e cuidadosamente
planejada para que se possa determinaras reais condições da
estrutura

IV CEPAC - PROF. WELLINGTON MAZER - INSPEÇÃO E ENSAIOS

INSPEÇÃO
13

IV CEPAC - PROF. WELLINGTON MAZER - INSPEÇÃO E ENSAIOS

INSPEÇÃO
14

IV CEPAC - PROF. WELLINGTON MAZER - INSPEÇÃO E ENSAIOS

INSPEÇÃO
15

Levantamento de dados:
Esta é a etapa que fornecerá os subsídios necessários para que
a análise possa ser feita corretamente, e compreendeos
seguintes passos:

IV CEPAC - PROF. WELLINGTON MAZER - INSPEÇÃO E ENSAIOS

INSPEÇÃO
16

Levantamento de dados:
-classificação analítica do meio ambiente, em particular da
agressividade à estrutura em questão;
-levantamento
visual
e
medições
expeditas
da
estrutura - consiste na observação normal, com anotações, e
medições nos principais elementos;
-estimativa das possíveis...
tracking img