Passo a filosofia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 21 (5040 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Existem diversas e diferentes formas de se explicar e entender FILOSOFIA. Todas elas válidas para o contexto em que se inserem. Para quem estuda e para quem leciona é importante encontrar a forma mais eficaz. E, nem sempre a forma que dará mais resultado será a do professor. Faz-se necessário ouvir, buscar e buscar!!!
No contexto escolar é necessário encontrar não uma forma de se ensinar afilosofia, mas um mecanismo que ajude a filosofar. Claro que as regras e as formas utilizadas numa Faculdade de Filosofia serão diferentes de como se trabalhará a disciplina Filosofia em uma escola de nível médio, no ensino fundamental, na pré-escola ou mesmo em um curso determinado, de graduação.
Nas aulas do ensino Fundamental ou Médio é necessário seguir os ditames e as grades específicas. Écomum o professor, nesse nível fazer uma descrição panorâmica de alguns temas ou se tenta trabalhar alguns textos aleatoriamente. Como nem todos os professores que lecionam a matéria são formados em Filosofia, estas visões, muitas vezes saem com alguns arranhões.
Nos cursos de graduação não é muito diferente, embora a disciplina seja trabalhada por alguém habilitado. Entretanto, de modo geral, nessenível também se faz uma visão introdutória e panorâmica; além de uma rápida viagem pela história da filosofia. Mas, nem sempre os professores se lembram que Historia da Filosofia também é Filosofia e por isso não pode ser tratada, simplesmente como História. Essa forma de trabalhar a filosofia ainda apresenta um problema: o acadêmico, que já passou pela filosofia no ensino médio, em alguns casos,chega à faculdade com aversão pela disciplina.
O que pretendemos aqui apresentar é uma nova proposta de estudo: nem só história, nem só feita de Temas (que em filosofia se chama de problema), mas principalmente fazendo uma reflexão sobre o cotidiano, envolvendo aspectos históricos, e as relações com os grandes eixos dos problemas filosóficos.
Isso é o que procuramos fazer, com este material:apresentar a filosofia de uma forma cativante, desafiadora e envolvente. Com bom humor e ao mesmo tempo provocando a criticidade dos estudantes, como é a característica da filosofia. Numa palavra, trata-se de um exercício par ver além das aparências! Ver a floresta que está além da árvore!
Estudar filosofia é, além de filosofar, estudar de uma forma séria, mas que não seja carrancuda; de umaforma que transmita informações a ao mesmo tempo desafie o estudante a gerar mais conhecimentos; uma forma de conhecer o que já foi pensado sem negar a capacidade de pensar e recriar o mundo, muito presente nos estudantes.

1- CARACTERIZAÇÃO
a- O QUE NÃO É FILOSOFIA

No ambiente escolar é comum o professor iniciar o estudo de uma nova disciplina dando-lhe o conceito – ou definindo-a.Começa-se, em geral, dizendo o que é aquilo que se vai estudar. Quem vai estudar física, inicia dizendo o que física. E a partir dessa definição pensa já estar sabendo algo de física. Só então é que continua o estudo. Essa é uma forma correta de se começar algo. Mas não é a única. Talvez nem seja a melhor forma de se começar um estudo!
Existem outras formas, em alguns casos, por vezes mais eficientes.Em muitos casos o que se diz sobre as outras áreas do conhecimento pode-se aplicar à filosofia. Por vezes com proveito e em outros casos nem tanto. Mas aqui não vamos proceder como se faz no estudo das outras áreas, pois a filosofia é diferente. Primeiro por que não é muito fácil dizer o que é filosofia. Depois por que o conceito será sempre aproximativo. Além disso, toda definição é limitada esempre deixa algo de fora, ficando sempre alguma explicação a ser dada; toda definição é uma tentativa de “por um fim” na discussão, mas a filosofia está sempre iniciando uma nova discussão, portanto não lhe cabe uma definição.
O fato é que muito se fala sobre filosofia, entretanto nem tudo corresponde à verdade. Nem tudo o que se diz sobre algo faz desse algo aquilo que se diz dele. O que se...
tracking img