Parecer social

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1941 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1. APRESENTAÇÃO

O Projeto de Extensão “Prevenção da violência contra crianças e adolescentes no Município de Quixeramobim” se propõe a trabalhar com os profissionais que atuam junto às famílias, crianças e adolescentes; aos pais e/ou responsáveis, tendo como proposta central reconhecer a violência contra crianças e adolescentes no Município de Quixeramobim, buscando capacitar multiplicadoressociais para identificar e intervir na problemática, numa perspectiva de trabalho em rede, fortalecendo o atendimento integral a estes sujeitos na realidade local.
Pretende-se desenvolver projetos de intervenção segundo as demandas apresentadas nas realidades abordadas. As ações a serem desenvolvidas buscam a viabilizar a capacidade dos próprios sujeitos de modificar sua realidade e, também, deafirmar o trabalho em rede, incentivando a construção de uma cultura de valorização da infância e da adolescência e o fortalecimento do papel dos profissionais e da sociedade no combate à violência.
Conforme dados de serviços especializados, relatam que geralmente os casos de violência contra crianças e adolescentes, são cometidos por pais, familiares, ou pessoas bem próximas e vem aumentando deforma desenfreada por falta de esclarecimentos ou medo, na maioria dos casos ficam no anonimato, configurando uma violação de direito sendo contrários os que regem a CCF 88 no Art. 227.

“É dever da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança e ao adolescente, com absoluta prioridade, o direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao lazer, à profissionalização, à cultura, àdignidade ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária, além de colocá-los a salvo de toda forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão.”

2. JUSTIFICATIVA

A violência revela-se, atualmente, como um fenômeno que se dissemina no meio social, em suas variadas formas, atingindo um número expressivo de pessoas, sem distinção de sexo,raça/etnia, condição socioeconômica, religião ou idade. Contudo, são as crianças e os adolescentes as vítimas mais frequentes das expressões da violência, isso justificado, entre outros aspectos, pela fragilidade desses sujeitos. Azevedo 1995 que diz Violência Doméstica contra crianças e adolescentes (VDCA) é todos;
 “Atos ou omissões praticados por pais ou responsáveis em relação à criança ouadolescentes que sendo capaz de causar à vítima dor ou dano de natureza física, sexual ou psicológica implicam, de um lado, numa transgressão do poder e dever de proteção do adulto e, de outro, numa transformação de ideias da infância, isto é, numa negação do direito de ser tratados como sujeitos e pessoas em condição peculiar de desenvolvimento”.

No Brasil, em média, 18 mil crianças são vítimas deviolência doméstica por dia, os dados, apresentados pela Sociedade Internacional de Prevenção ao Abuso e Negligência na Infância (Sipani), representam 12% das 55,6 milhões de crianças menores de 14 anos, (oglobo. globo.com/pais/mat.) essa violência que na maioria das vezes é silenciosa, que em muitos casos a vitima tem medo de revelar que é agredido, pois muitas vezes o agressor é que mantém afamília e ainda ameaça de forma psicológica, moral ou física.
De acordo com a leitura de diversos textos sobre violência, percebem se que em alguns casos acontecem também à cumplicidade por parte dos familiares, vindo os mesmos a omitir agressões domesticas por levar em conta laços familiares, sociais, ou ate mesmo o medo da dependência econômica.
Pode-se dizer que cada situação tem suaspeculiaridades que precisam ser vistos verificando cada caso, sendo necessário levar em conta que por se tratar geralmente de laços afetivos ocorrem diversos fatos que impossibilitam ações de coibição e punições por parte do poder publico contra os acusados.
Outro fator importante e ao mesmo tempo numa perspectiva pouco ou não explorada, embora extremamente necessária; é a de cooperação entre os que...
tracking img