parasitologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2743 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de agosto de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
PARASITOLOGIA GERAL

IntrA -específicas: mesma espécie
Colônias= unidos kada 1 faz seu serviço( captura,digere,reproduz)
Isomorfas – Ex: protozoários - Polimoras – Ex: Águas vivas
Sociedade =(unidos pelo instinto de associação)
Temporárias – Ex: Mamíferos-Permanentes – Ex: Formigas
Canibalismo=come a mesma espécie
IntER-específicas: Especies diferntes, vantagens mutuas
Associaçõespositivas
Simbiose= vida em comum, benefício mútuo. Sem prejuízos
Mutualismo= troca de vantagens indispensáveis umas as outras( ex. protozoário digere a celulose p/ o hospedero absorver o resíduo da celulose)
Foresia= relação temporária na qual um organismo transporta ou abriga um outro, geralmente sem dependência fisiológica metabólica.Ex: Mosca
Comensalismo = uma espécie se beneficianutricionalmente, sem que haja troca
Inquilinismo= mora dentro da outra, sem prejudica-la
Associações negativas
Competição (luta por abrigo, alimento e reprodução)
Predatismo (associação rápida predador/presa)
Parasitismo ser ki se alimenta do outro parasita precisa do hospedeiro pra viver
Ectoparasita – Infestação
Ex: Carrapato, piolho
Endoparasita – Infecção
Ex:Leishimania


RELAÇÃO ENTREHOSPEDEIRO E PARASITA

Parasitas estenoxenos – infecta uma ou poucas espécies
Parasitas eurixenos– infecta várias espécies

Tipos de hospedeiros

Definitivo (HD) – Adulto (Hospedeiro que alberga o parasita na fase adulta) Ex: Bovino e Cão

Intermediário (HI) – Larva (Hospedeiro que alberga o parasita na sua fase de larva)

Paratêmico – transporte

Reservatório – aloja algum tipo deparasita



MECANISMO DE TRANSMISSÃO

Diretos
Contato (Sarnas)

Congênito (Toxoplasma)
Sexual (Trichomonas)

Indiretos
Artrópodes vetores (invertebrados capaz de transmitir de forma ativa ou passiva, um agente infectante (parasitas, protozoários, bactérias ou vírus). Ex: Aedes aegypti

Vetor biológico – participam do ciclo de vida do parasita
Vetor mecânico – não participa do ciclode vida
- Água, Solo, Alimentos

Fômites(Objetos contaminados)


ARTRÓPODES

Classe Insecta
Ordem Diptera
Ordem Hemiptera
Ordem Anoplura
Ordem Siphonaptera
Miíases
Infestação de animais vivos com larvas de dípteros
Facultativa, opcional ou obrigatoria
Cutanea, nasal ou somática, toracica, abdomem ou ouvido.
Primária ou secundária

Moscas não produtoras de miíases

Moscasprodutoras de miíases

Moscas e mosquitos não produtores de miíases
Toda mosca deposita larva, porem, nem toda é produtora de larvas, ex.: primária, dermathoda – deposita na pele integra, secundaria precisa de uma “porta” secreção ou sangue, somática – ocorre no cavalo, só é descoberta na necrópsia, qdo o Cavalo fica com colica e ñ contém.
Ordem Diptera
Sub-ordem Cyclorrapha – moscas
Sub-ordemOrthorrapha
- Seção Brachycera – mutucas
- Seção Nematocera – mosquitos
Sub-ordem Nematocera
Importantes de patógenos
Pequenos
Ocebos ausentes ou vetigiais
Omatídeos volumosos
Armadura bucal picador-sugador
Asas membranosas (pelôs)
Para longas
Somente as fêmeas são hematófagas
Genero Phlebotomus ou Lutzomya (novo mundo)
Hospedeiros: - mamíferos, répteis e aves
Importância
Infecçõesviróticas – Europa: “ Doença dos três dias”
Infecções bacterianas – Verruga Peruana (Bartonella)
Vetor de protozoários – Leishmania
Principal espécie – Lutzomyia Longipalpis
CaracterísticasHolometabolia: ovo – larva (4) – pupa – adulta (imago)




Haematobia irritans
Mosca-dos-chifres (não produtora de miíase)
Classificação
- Ordem Díptera
- Subordem Cyclorrhapha
- Familia MuscidaeHospedeiros
- Ruminantes, equinos
- Caninos, humanos
Localização
Ambiente seco
Ciclo evolutivo
Ovos em feses frescas -> larva -> pupa -. Adulto (tempo igual a mosca anterior)
Fêmea realiza oviposição – até 180 ovos
Larvas eclodem (24h), alimentam-se e amadurecem até o 3º estágio nas fezes (3dias)
T ºC, umidade e “qualidade da massa fecal”
Seca: ciclo 20-30 dias
Chuva: ciclo 8-9 dias...
tracking img