Para raios

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2792 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução

Desde os primórdios da Terra ocorre tempestades, havendo assim também um dos seus fenômenos, a queda de raios. A queda de raios, ou melhor conceituando, descargas atmofericas, nada mais são do que trocas de cargas entre o céu e a terra. Porem este simples fato pode ocasionar grandes problemas quando “caí” em lugares desadequados.
Então surge um sistema de proteção a essasdescargas, a fim de proporcionar uma segurança ao local instalado, já que este “força” o caminho pelo qual a corrente da descarga elétrica irá circular, chegando ate a terra.
O presente trabalho visa explicas sobre tais sistemas de proteção demostrando sua utilização, história e seus tipos.

HISTORICO
O estudo cientifico do raio teve inicio em 1752, quando Benjamim Franklin, Observando as centelhasproduzidas por placas eletrizadas em seu laboratório, Franklin percebeu uma grande semelhança entre elas e os raios que vinham das nuvens. Para testar a hipótese de que seriam descargas elétricas, ele elaborou uma experiência bastante perigosa.
No verão de 1752, na Filadélfia, Franklin e seu filho valendo-se de um “papagaio” ( ou “pipa”) munido de linha metálica, empinou-o num dia nublado propensoa queda de raios e verificou que ocorriam choques quando se tocava na linha metálica. Franklin comprovou que as nuvens produziam eletricidade. Em outubro do mesmo ano, ele publicou o relato de sua experiência no jornal Gazette e, depois, em seu próprio jornal, o Poor Richard, instruindo as pessoas, de forma detalhada, a instalar facilmente seu próprio para-raios

LENDAS, CRENÇAS E CRENDICES
Ohomem sempre teve medo do raio.Em conseqüência, surgiram varias lendas e crendices a seu respeito. Deuses eram associados aos raios. Varias “simpatias” existiam, e ainda existem, para proteger as pessoas de raios , tais como:
Não abanar para o raio em dias de tempestade;
Acender velas;
Ficar escondido;
Rezar encolhidinho;
Cobrir espelhos;
Carregar amuleto colhido no local da queda de umraio.
Mito: “ Um raio nunca cai 2 vezes no mesmo lugar...”
.

RAIO,RELÂMPAGO E TROVOADA
Raio: é uma gigantesca faísca elétrica, dissipada rapidamente sobre a terra, causando efeitos danosos.
Características dos raios
* O canal de descarga por onde passa o raio tem um diâmetro de 2 a 5 centímetros. Em poucos milissegundos sua temperatura chega a 30.000 ºC.
* Para gerar o som do trovão éutilizado 1% da energia do raio; o restante é convertido em luz.
* A tensão elétrica do raio é de 10 MV.
* A duração da descarga elétrica é 0.1 a 1000 ms.

Magnitude de corrente do Raio.
* 0,1% excede 200.000 Amperes.
* 0,7% excede 100.000 Amperes.
* 6% excede 60.000 Amperes.
* 50% excede 15.000 Amperes.
Relâmpago: é a luz gerada pelo arco elétrico do raio.
Trovoada: éao ruído ( estrondo) produzido pelo deslocamento do ar devido ao súbito aquecimento causado pela descarga do raio.
Principais Prejuízos causados pelos raios:
* Incêndios em florestas, campos e prédios;
* Destruição de estruturas e arvores;
* Colapso na rede de energia elétrica;
* Interferência na radio transmissão;
* Acidentes na Aviação e embarcações marítimas;
*Acidentes nas torres de poços e plataformas marítimas de petróleo;
* Mortes em seres humanos e animais.
Efeitos sobre os seres vivos:
* Parada Cardíaca.
* Tensão de Passo.
* Tensão de Toque.
* Descarga Lateral.
* Descarga Direta
PARA RAIOS
O para-raios foi inventado no século XVIII, por Benjamin Franklin, e é o equipamento mais indicado para proteger edificações das descargaselétricas vindas da atmosfera - os raios. Ele  é formado por três elementos principais: os captadores (uma haste de metal pontiaguda), um cabo de ligação preso a isoladores e uma grande placa metálica enterrada no solo. Deve ser instalado no ponto mais alto da área a ser protegida, já que este é o local mais atingido por raios.
O equipamento funciona de acordo com um princípio físico conhecido...
tracking img