Paper

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1884 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
COLUNAS GREGAS: DÓRICO, JÔNICO E CORÍNTIO


Acadêmico: Valdeir Kreuch Machado 

Professor-Orientador: Evandro André de Souza
Centro Universitário Leonardo da Vinci - UNIASSELVI
Curso: Arquitetura e Urbanismo - Disciplina: Metodologia do Trabalho Acadêmico
29/11/12





RESUMO



Esta pesquisa teve por objetivo geral, abordar o estudo das Colunas Gregas e, especificamente, asordens: dórica, jônica e coríntia. As cidades da Grécia antiga, por um longo período, estiveram envolvidas no conflito entre Atenas e Esparta. Com o auxílio financeiro da Pérsia, Esparta recuperou a sua vantagem sobre a Grécia, embora Atenas ainda continuasse sendo um Império poderoso. A partir de então, teve início a expansão da civilização grega, com o surgimento da polis (cidade), cujos governoseram confiados a uma assembleia de cidadãos adultos, embora o poder pertencesse à aristocracia, cada vez mais enriquecida e assim, financiava a construção de Templos nas cidades-estados. Neste estudo distinguiram-se três ordens na arquitetura Grega: a Dórica, Jônica e Coríntia. A ordem dórica era a mais simples. As colunas jônicas eram mais elegantes com capitéis em voluta e de base ornada. E aordem coríntia, a mais elegante, bela e nobre de todas as ordens, utilizava folhas de acanto como ornamento do capitel. As colunas gregas, uma herança da arquitetura clássica, difundiram-se pelo mundo e até os dias de hoje são motivo de estudos pelos arquitetos, “designers” e decoradores, embelezando ambientes de festas, museus e até em alguns lares.



Palavras-chave: Colunas Gregas, Dórico,Jônico e Coríntio.







1 INTRODUÇÃO





Este trabalho foi fruto de uma pesquisa para apresentação na disciplina Metodologia do Trabalho Acadêmico do Curso de Arquitetura e Urbanismo, do Centro Universitário Leonardo da Vinci – UNIASSELVI.
Irá abordar o estudo das Colunas Gregas e, especificamente, as ordens que os arquitetos clássicos usaram para projetar osedifícios em função das três principais que se tem conhecimento: dórica, jônica e coríntia, onde, cada uma delas, apresentava-se com suas regras matemáticas de harmonia e equilíbrio.
Para contextualizar este trabalho, procurou-se o coração da Grécia, o qual é composto de ilhas e planícies separadas por um relevo montanhoso e que, após a queda da civilização palaciana micênica, nasceu uma novaforma de comunidade política e religiosa, a pólis, ou cidade-estado, que veio a se tornar o tipo de organização política predominante na bacia do Mediterrâneo.
As primeiras colônias gregas foram estabelecidas em Cálcis e Erétria, na ilha de Eubéia, onde Corinto foi a primeira e a mais importante cidade-mãe do Peloponeso. Já Atenas e Esparta pouco participaram no estabelecimento decolônias.
A seguir, demonstraremos no trabalho, as especificações de cada uma dessas ordens clássicas de colunas gregas, com base na literatura existente e encontrada e, por fim, as considerações finais.







2 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA





As cidades da Grécia antiga tinham sua economia baseada na agricultura, à exceção de Esparta, que tirava proveito do trabalho doshilotas (escravos) messênicos. A maioria da população era composta de pequenos agricultores que ainda se dedicavam às armas em períodos de menor atividade nas terras.
Todas as cidades gregas foram envolvidas no longo conflito entre Atenas e Esparta, que, após dez anos de hostilidades formou-se um frágil clima de paz em 421 a.C[1]. Atenas perdeu quase toda sua frota de navios e os espartanosrecuperaram a sua vantagem sobre a Grécia, graças ao dinheiro oriundo da Pérsia.
Foi a partir de então que se deu a expansão da civilização grega, onde, desde o início, o governo da polis (cidade) era confiado a uma assembleia de cidadãos adultos, embora o poder pertencesse à aristocracia, que, enriquecia pela multiplicação dos contatos com o estrangeiro, nos séculos VII e VI a.C.,...
tracking img