Paisagismo do aterro do flamengo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1633 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Paisagismo do Aterro do Flamengo
















ROBERTO BURLE MARX

Paisagismo

Desenhista, pintor, escultor, musicista, cenógrafo, figurinista, criador de projetos de jóias, tapetes, jardins. Nasceu em São Paulo, a 4 de agosto de 1909 numa ampla e confortável casa na Avenida Paulista, projetada por René Thiollier, conhecida como " Vila Fortunata", na cidade de São Paulo,passando a residir no Rio de Janeiro a partir de 1913. De 1928 a 1929 estudou pintura na Alemanha, tendo sido freqüentador assíduo do Jardim Botânico de Berlim, onde descobriu, em suas estufas, a flora brasileira.
O interesse pela variedade de espécies, formas e cores das plantas brasileiras é despertado muito cedo no garoto Roberto Burle Marx, quando começa a colecionar e buscar entender ocultivo, enxertia, hábitos e reprodução de cada espécie.
Mas o que parecia, a princípio, apenas curiosidade, hobby ou possibilidade de tornar o ambiente domiciliar mais agradável ou mesmo de ganhar algum dinheiro, fazendo arranjos de decoração para a casa de parentes e amigos e vendendo as primeiras mudas e flores, cultivadas em estufas e no quintal da própria residência, rapidamente se traduziria emestudo, pesquisa, criação e trabalho profissional. O cuidado com as plantas e a exuberância de cores e formas do jardim domiciliar chamam a atenção do amigo e vizinho, o já consagrado arquiteto Lúcio Costa. Este o incentiva e lhe encomenda o primeiro projeto paisagístico, em 1932, para a residência da família Schwartz, na rua Bulhões de Carvalho, em Copacabana, no Rio de Janeiro.
Na mesma época,Tarsila do Amaral, ao visitar as estufas repletas de plantas "esquisitas", batizou Burle Marx de "o poeta dos jardins".
Sua carreira começa a ter impulso entre 1934 – 1937, período em que aceita o convite do Governador Lima Cavalcanti, (depois que este, em visita à família Schwartz, conhece o jardim elaborado pelo artista) para o cargo de Diretor de Parques e Jardins em Recife (PE). Integra aequipe de obras do Secretário Lafayette Coutinho, atuando ao lado dos engenheiros Luís Nunes de Souza (que já havia trabalhado com o botânico Aristides Leão, no Rio de Janeiro), Fernando Saturnino de Brito e Joaquim Cardozo.
Nesse cargo, reforma várias praças e jardins e projeta os primeiros jardins públicos de natureza ecológica no Brasil, entre eles o Jardim da Casa Forte (1935), um jardimaquático e o Jardim da Praça Euclides da Cunha, (todo com plantas originárias da caatinga), Jardim do Palácio do Governo e da Praça Artur Oscar. Convive ali com Clarival e José do Prado Valladares, Gilberto Freire, Cícero Dias, Gibson Barbosa e outras personalidades.
No tempo em que permaneceu em Recife também projetou jardins para residências particulares, entre os quais o do artista FranciscoBrennand. Mais tarde realizaria vários outros projetos paisagísticos para a mesma cidade. Com o Estado Novo, Burle Marx retorna ao Rio de Janeiro, onde intensifica a criação de jardins para atender às solicitações públicas e privadas. Entre outros, realiza os projetos dos jardins e terraços do Ministério da Educação e Saúde, do Aeroporto Santos Dumont, da Associação Brasileira de Imprensa, para as casasdos empresários Castro Maya, na Floresta da Tijuca, Roberto Marinho, Argemiro Machado e J. Louis Wallerstein.
Nesses primeiros jardins, de maneira especial naqueles elaborados em Recife, dá relevância à monumentalidade dos elementos centrais, que pareciam emoldurados como as composições de suas pinturas.
O contato e os ensinamentos recebidos do franco-suiço Le Corbusier, durante sua permanênciano Rio de Janeiro, seriam de grande valia para o rumo que Burle Marx e os arquitetos modernistas imprimiriam aos seus trabalhos (1937). Nos anos 40, a solicitação de jardins ao paisagista chegam não só de todo o Brasil, mas a sua fama de autoridade no assunto rompe fronteiras. Projeta-os também para países da América do Sul e Estados Unidos.
Em 1942, é convidado por Rodrigo Mello Franco para...
tracking img