Os roncadores

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1352 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
-------------------------------------------------

-------------------------------------------------
Sermão de Santo António aos Peixes
“OS RONCADORES”
Capítulo V



Trabalho realizado por:
João Ferreira nº11
Vânia Sousa nº14
11ºC






















Índice:
| Pág. |
Introdução----------------------------------------------------------------- | 4 |
Características dos Roncadores ----------------------------------------- | 5 |
Excerto do livro que faz referência aos Roncadores ----------------- | 6 |
Características dos “Roncadores” do Sermão ------------------------ | 8 |
Interpretação do texto e das características --------------------------- | 8 |Recursos estilísticos utilizados ----------------------------------------- | 9 |
Recursos expressivos utilizados ---------------------------------------- | 10 |
Conclusão ----------------------------------------------------------------- | 11 |
Bibliografia ---------------------------------------------------------------- | 12 |









Introdução:
A temática emestudo é a análise do excerto do capítulo V do “Sermão de Santo António aos Peixes”. Assim, foi decidido que analisaríamos a parte dos “Roncadores”.
Este trabalho consiste em indicar as características deste peixe, interpretar as mesmas tendo em conta o que Pe António Vieira quis passar. No final, vamos fazer um levantamento de recursos estilísticos e expressivos do texto.Características dos Roncadores:

Anisotremus virginicus, conhecido vulgarmente como salema, roncador-listado-americano, ferrugem, frade, mercador, salema-branca, sambuari ou roncador-listrado-americano é um peixe da família dos hemulídeos, nativo das águas tropicais do Atlântico ocidental com fundos rochosos e recifais. Com o corpo levemente achatado, caracterizam-se pelasriscas longitudinais (6 a 8), alternando o azul com o amarelo, da cabeça até à barbatana caudal, além de duas barras negras, bem demarcadas, na cabeça. Ainda que o seu comprimento médio ronde os 20 a 30 cm, chegam a atingir 40 cm e 1 Kg de peso.



Excerto do livro que faz referência aos “Roncadores”:

-------------------------------------------------
“ Descendo ao particular, direiagora, peixes, o que tenho contra alguns de vós. E começando aqui pela nossa costa: no mesmo dia em que cheguei a ela, ouvindo os roncadores e vendo o seu tamanho, tanto me moveram o riso como a ira. É possível que sendo vós uns peixinhos tão pequenos, haveis de ser as roncas do mar?! Se, com uma linha de coser e um alfinete torcido, vos pode pescar um aleijado, porque haveis roncar tanto? Mas porisso mesmo roncais. Dizei-me o espadarte porque não ronca? Porque, ordinariamente, quem tem muita espada, tem pouca língua. Isto não é regra geral; mas é regra geral que Deus não quer roncadores e que tem particular cuidado de abater e humilhar aos que muito roncam. S. Pedro, a quem muito bem conheceram vossos antepassados, tinha tão boa espada, que ele só avançou contra um exército inteiro desoldados romanos; e se Cristo lha não mandara meter na bainha, eu vos prometo que havia de cortar mais orelhas que de Malco. Contudo, que lhe sucedeu naquela mesma noite? Tinha roncado e barbateado Pedro que, se todos fraqueassem, só ele havia de ser constante até morrer, se fosse necessário; e foi tanto pelo contrário, que só ele fraqueou mais que todos, e bastou a voz de uma mulherzinha para o fazertremer e negar. Antes disso já tinha fraqueado na mesma hora em que prometeu tanto de si. Disse-lhe Cristo no horto que vigiasse, e vindo de aí a pouco ver se o fazia, achou-o dormindo com tal descuido, que não só o acordou do sono, senão também do que tinha blasonado: «Sic non potuisti una hora vigilare mecum?» Vós, Pedro, sois o valente que havíeis de morrer por mim, «e não pudestes uma hora...
tracking img