Os problemas enfrentados pelos analfabetos na sociedade brasileira

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1349 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ESDADUAL DO MARANHÃO
CENTRO DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS
CURSO DE PEDAGOGIA
DISCIPLINA: METODOLOGIA CIENTÍFICA








GRACILETE LUZ SANTANA








OS PROBLEMAS ENFRENTADOS PELOS ANALFABETOS NA SOCIEDADE BRASILEIRA

















São Luís
2011
GRACILETE LUZ SANTANA









OS PROBLEMAS ENFRENTADOS PELOS ANALFABETOS NASOCIEDADE BRASILEIRA

































São Luís
2011
2 JUSTIFICATIVA

O analfabetismo é um problema que atinge um a cada dez brasileiros nos dias de hoje. E este problema estar na expressão concreta de uma situação de distribuição injusta dos bens, inclusive culturais. O domínio da leitura e da escrita, comoinstrumento de comunicação e de acesso a informações, pode contribuir significativamente para que essas pessoas se tornem autores críticos de sua própria história, conhecedores das reais relações políticas existentes na sociedade. Essa conquista só será possível com uma educação que, pautadas nas dimensões político-filosóficas, técnica e humano do processo de aprendizagem permitam a emancipaçãoteórica e prática desses estudantes na autonomia de pensamento e de ação cidadã.
Portanto faz-se necessário um estudo concreto acerca deste problema para que de fato possamos pelo menos amenizá-lo, para que essa população de analfabetos não venha ser um impedimento concreto ao exercício da cidadania e no desenvolvimento sócio-econômico do país.
Na contemporaneidade, cobra-se das pessoas aqualificação do conhecimento em determinados campos do saber, sendo essa competência dada através da formação escolar.
Da escola cobra-se a função de ensinar como aprender. Nesta forma, as pessoas não escolarizadas são as que mais padecem. Por isso, a escolarização passa a ser apontada como elemento decisivo na busca de uma cidadania ativa e participativa para todas as pessoas. O indivíduo analfabeto nãoconsegue se inserir em atividades que exigem a alfabetização, ficando, assim, incapaz de atuar eficazmente em seu grupo e na sua comunidade.


3 OBJETIVOS
3.1 OBJETIVO GERAL
Analisar como o analfabetismo atinge diretamente o desempenho social de um indivíduo
3.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS
a) Verificar os índices atuais das taxas de analfabetismo no Brasil;
b) Identificar os principais problemasenfrentados pelos analfabetos na sociedade;
c) Indicar as principais conseqüências geradas na sociedade devido a esse problema;
d) Propor alternativas para minimizar as taxas de analfabetismo no Brasil.



4 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICO
Entre 1996 e 2006, o Brasil teve uma queda de 29,1% na taxa de analfabetismo. Mesmo com a diminuição nesse índice o Brasil não saiu do incômodo penúltimo lugar noranking de alfabetização na América do sul. Segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) o percentual de brasileiros que sabem ler e escrever é superior apenas ao da Bolívia, 11,7% e a taxa de analfabetismo é de 11,1% entre os maiores de 15 anos, em 2005 ficando acima da média dos outros países, que foi 9,95%. O número divulgado pelo IBGE referente a 2006, 10,4%, tambémestá acima dessa linha.
O contingente de analfabetismo no Brasil acima de 15 anos, 14 milhões de pessoas, coloca o país no grupo das 11 nações com mais de 10 milhões de analfabetos, ao lado do Egito, Marrocos, China, Indonésia, Bangladesh, Índia, Irã, Paquistão, Etiópia e Nigéria. Em relação aos países latino-americanos e caribenhos, o Brasil encontra-se em 9º lugar. No que se refere às regiõesbrasileiras, o nordeste tem o mais elevado índice entre as cinco regiões do país, pois um em cada cinco nordestinos declarou que não sabe ler nem escrever. Na comparação de dados da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) com os da Cepal (Comissão Econômica para América Latina e Caribe) em 2005, o Brasil se saiu pior do que vizinhos de IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) mais...
tracking img