Os liberais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2298 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO
O liberalismo pode ser definido como uma corrente ideologia político-econômica baseada na supremacia da liberdade individual. Seus princípios fundamentais abrangem os direitos individuais e civis, principalmente à liberdade, à vida, defesa a propriedade privada e mínima participação do Estado.
O ideal liberal rejeita diversos fundamentos que dominaram vários sistemas políticosgovernamentais anteriores, como o direito divino dos reis, a hereditariedade e o sistema de religião oficial.
O pensamento teórico liberal teve sua origem no século XVII, através de publicações, sobre o assunto, do filosofo inglês John Locke. Locke parte do princípio de que todo homem nasce livre, definido por ele como “estado de natureza”, proprietário de sua pessoa e de seu trabalho.
Reconhece que naausência de governo a liberdade de alguns fica desprotegida. Defende, portanto a sua existência, desde que com intuito de garantir a liberdade e os direitos individuais.
No século XVIII o liberalismo ganhou força na área econômica com os ideais defendidos pelo filosofo e economista escocês Adam Smith. Sua principal teoria é baseada no conceito de total autonomia da economia para queempreendimentos privados pudesse se desenvolver sem a interferência do estado. Visto que o mercado de livre iniciativa dispunha de mecanismos próprios de regulação econômica, chamada por ele de “a mão invisível”. Esse processo provocaria a queda dos preços, qualificação dos produtos e um aumento na produção.
O desenho do ideário liberal no século XIX passa por redefinições devido aos processos dedesenvolvimento econômico e político. Neste período se destaca Alexis de Tocqueville e Stuart Mill. O pensamento político liberal, no século XX passa por uma nova caráter diante das questões econômicas e políticas, principalmente no que se refere as políticas sociais. O pensador que implanta esta nova etapa do Liberalismo é desenvolvido por Keynes um economista, filósofo e jurista inglês.
A partir dopensamento liberal, já introduzido, discutirei os pontos comuns e divergentes entre quatro expoentes dessa teoria. São eles: Alexis de Tocqueville, Stuart Mill, Von Mises e Hayek.

Alexis de Tocqueville
O escritor, e pensador político francês Alexis de Tocqueville tornou-se ilustre por suas observações sobre os fenômenos democráticos ocorridos na Revolução Francesa e na America especialmente nos EUA. Amanutenção e construção destes fenômenos esta no centro da reflexão de Tocqueville resultando em sua principal obra, intitulada A democracia na América escrita em 1835 e 1840, em dois volumes.
Nesta obra Tocqueville procurou construir um “tipo ideal” de democracia partindo de uma análise não só política, mas também de organização social, hábitos, costumes e leis dos EUA. O livro trata basicamentedas questões de igualdade e liberdade e como esses fatores influenciam na democracia Americana.
Para Tocqueville um estado democrático é a sociedade onde não existem distinções, entre os indivíduos que compõem o conjunto social, o que não significa que sejam economicamente similares, o que para o autor é impossível. Este sistema democrático funcionaria melhor em países pequenos. Tocqueville vê nademocracia muitas vantagens, mas também muitos perigos, caracterizada muito mais a um processo direcionado à concretização da igualdade de condições do que a liberdade.
Segundo ele, o desenvolvimento da igualdade de condições acarretaria problemas na manutenção do ideal liberal. O primeiro perigo seria a tirania da maioria, onde a sociedade igualitária da maioria poderia devastar as possibilidadesde manifestação de minorias ou indivíduos. A segunda questão para Tocqueville é o possível nascimento de um estado autoritário despótico acabando por intervir nas liberdades fundamentais. Os homens preferem viver em igualdade em um sistema de servidão do que em desigualdade com liberdade.
Neste sentido, Tocqueville visou formular mecanismos de proteção à liberdade dos homens, porque ela...
tracking img