Os impactos da crise na hotelaria no nordeste

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1145 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
IMPACTOS DA CRISE NA HOTELARIA NO NORDESTE

Com a crise econômica, um dos impactos mais significativos que podem ser assinalados é o impacto no setor turístico e hoteleiro. Essas atividades sofrem bastante influência do cenário econômico mundial, e vem crescendo nesses estados, sendo a crise econômica o fator que tem mais influenciado esse crescimento.
As causas desse crescimento doturismo no Nordeste, e no Brasil, são várias. Com a crise, houve um crescimento no turismo doméstico, já que em tempos de crise os brasileiros das classes A e B preferem diminuir seus gastos com viagens em seu próprio país, do que com visitas a outros países. O aumento do dólar também contribui para isso, com a desvalorização do real frente ao dólar os estados brasileiros passaram a ser destinos maisbaratos para quem quer fazer uma viagem. O mesmo acontece para os turistas estrangeiros, o Brasil passou a ser um destino mais barato. Mas o turista de fora demora mais para responder a essa nova realidade, por enquanto o número de turista que visitaram o Brasil no fim de 2008 e em 2009 foi baixo comparado a períodos anteriores.
É importante ressaltar que com esse contexto favorável, a atividadeturística ganha mais investimentos. Em tempos de crise, o Estado aproveita para investir em setores que estão lucrando. Alem disso o turismo é um setor que movimenta uma série de outras atividades, além ser muito importante como gerador de emprego e renda.
A hotelaria brasileira viveu três situações distintas desde o ano de 2007. Em um primeiro momento, houve um crescimento gigantesco deinvestimentos em novos empreendimentos por todo o País, principalmente na Região Nordeste. O setor colhia bons resultados oriundos da estabilidade econômica brasileira até que a temida crise econômica afetou a indústria hoteleira em todo o mundo. Mesmo não tendo sido atingido, o Brasil acabou tendo uma diminuição nos investimentos que estão sendo retomados desde a metade de 2009, contando muito com arealização de grandes eventos esportivos no País nos próximos anos, como a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016.
Acredita-se que em 2010 já poderemos esperar a volta de grandes investimentos para a indústria imobiliária, hoteleira e turística no Brasil. Ele acredita que esta retomada tem de ser acompanhada por uma melhora em toda a infraestrutura, que de uma forma geral continua deficientee necessita de melhorias desde a malha aérea deficiente para os turistas estrangeiros, quanto hospitalidade e serviços.
Enquanto a crise econômica mundial vem sendo superada arduamente por grandes potências, o Brasil – ao contrário do que ocorreu em crises anteriores – passou sem grandes sobressaltos, contrariando as previsões de muitos “especialistas” a um ano, de que viveríamos umadepressão até maior que a de 1929 e que haveria uma nova era de recessão, profundo desemprego e desaceleração econômica. Se o primeiro semestre de 2009 registrou pequena queda na produção, os últimos meses já apontam sinais claros de retomada: vultosos investimentos, grande número de contratações e a certeza que o crescimento esperado para 2010, será antecipado.
O mesmo se observa nos setoresimobiliário, hoteleiro e turístico brasileiro, os investimentos nos grandes projetos de resorts no Nordeste planejados para o turista europeu diminuíram, mas a estabilidade econômica brasileira favoreceu o ingresso de novos investidores – brasileiros e estrangeiros – para adquirirem e implantarem hotéis midscale e upscale nas principais capitais, especialmente para a Olimpíada Rio 2016 e sedes e sub-sedesda Copa 2014, hotéis econômicos por todo o país e hotéis-convenções – urbanos e suburbanos – próximos a parques empresariais; como conseqüência, surgem novas bandeiras internacionais e as redes nacionais evoluem.
Em um primeiro momento – de Out/08 a Abr/09 –, com a incerteza da dimensão e profundidade da crise, os investidores suspenderam seus investimentos imobiliários, inclusive nos...
tracking img