Os direitos da mulher

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2609 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FONTES PARA A HISTÓRIA SOCIAL DO TRABALHO: VITÓRIA DA CONQUISTA E REGIÃO – O TRABALHO FEMININO EM VITÓRIA DA CONQUISTA (1963 – 1965)

Rosana Santos de Souza1 Orientadora: Profa. Dra. Rita de Cássia Mendes Pereira2 A segunda metade do século XX foi um período de grande impulso para a organização de elementos de uma história relativa ao trabalho. No Brasil, o desenvolvimento de uma história dotrabalho ocorreu, especialmente, a partir das décadas de 1970 e 1980, em função da nova conjuntura política e do crescimento das lutas trabalhistas em todo o país. A organização dos grupos de trabalhadores no Brasil evidencia a crescente luta em prol da garantia dos direitos trabalhistas conquistados ao longo da história. Logo, a historiografia do trabalho está vinculada ao contexto mundial e àsproduções desenvolvidas por inúmeros historiadores como Eric Hobsbawm e Edward Thompson permearam a produção nacional. As condições da classe operária e suas conquistas variavam em função do quadro político nacional e também por alterações ocorridas no exterior A produção historiográfica sobre o operariado brasileiro esteve limitada, inicialmente, a escritos desenvolvidos por militantes sindicalistase ativistas políticos de esquerda, que encontravam na produção um mecanismo legitimador da classe, da política sindical, de uma corrente ideológica ou partido. Mas o final dos anos 1970 e o inicio da década de 1980 representam uma mudança na conjuntura que atingiu diretamente a historiografia do trabalho. Dentre os acontecimentos que marcaram o período, é possível mencionar os atos de contestaçãoà ditadura e pela redemocratização do país, que adquiriram grande expressividade entre os trabalhadores.

1

Graduanda em História pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia – Uesb. Bolsista de Iniciação Científica CNPq. E-mail: rosa.flor88@hotmail.com 2 Doutora em História Social pela Universidade de São Paulo (USP). Professora Titular do Departamento de História da UniversidadeEstadual do Sudoeste da Bahia (Uesb). Coordenadora do Laboratório de História Social do Trabalho (LHIST/Uesb).

Esse período evidencia o processo de renovação dos estudos sobre o trabalho e a sua associação a novos temas que caracterizariam a historiografia no século XX. Nesse aspecto, a história das mulheres e de gênero conquistou um espaço ampliado:
Nesse aspecto, os estudos de gênero e históriadas mulheres constituem um exemplo a ser lembrado, pois foi um refluxo do movimento feminista, que esse campo soube conquistar um espaço acadêmico, que vem sendo continuamente ampliado (BATALHA, 2000, p. 157)

Batalha menciona, por outro lado, as novas fontes da historiografia do século XX e suas novas propostas de abordagem, como os processos da Justiça do Trabalho, que despontam como importantefonte de pesquisa.
No que diz respeito às fontes de pesquisa, já está patente em muitos trabalhos a necessidade empreender uma avaliação das fontes tradicionais e de ampliar o leque das fontes empregadas. Seguramente é possível propor novas leituras de fontes tradicionais (como jornais, texto literários, e outras), e, ao mesmo tempo, há toda série de “novas” fontes, como processos na Justiça doTrabalho ou iconografia do movimento operário, que ainda precisam ser devidamente exploradas. (BATALHA, 2000, p. 156)

Segundo o autor é necessário explorá-las ao máximo com o intuito de se compreender a complexidade das relações sociais no Brasil. A instalação da Justiça do Trabalho no Brasil está em estreita correlação com os acontecimentos ocorridos na esfera política a partir de 1930, com ogoverno de Getúlio Vargas e esboça a nova situação vivenciada pelos trabalhadores brasileiros. No período Vargas foram instituídas diversas medidas trabalhistas que proporcionaram ao trabalhador a aquisição de inúmeros direitos e com as quais se buscou garantir melhores condições para o exercício de suas funções. Tais alterações foram fundamentais para a normatização das relações entre empregados...
tracking img