Os 40 anos de praia dos biscoitos globo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1336 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1. A história dos biscoitos de polvilho Globo - marca caseira que domina os cruzamentos, as praias e os estádios de futebol cariocas há mais de 40 anos - começou nos fundos de uma padaria no bairro do Ipiranga, em São Paulo, em 1953. Pais separados, os irmãos Milton, Jaime e João Ponce Fernandes foram morar com um tio na rua Cipriano Barata, perto do Museu do Ipiranga. Com um primo, aprenderam afazer biscoitos, que ensacavam e vendiam diariamente nas ruas da capital paulista.
2. Para aproveitar o grande contingente de um congresso eucarístico, os irmãos Fernandes viajaram para o Rio de Janeiro em 1954 com um carregamento de saquinhos de biscoitos. Venderam tudo e concluíram que, para aquela massa leve e crocante, este seria o mercado ideal. Em 1955, conseguiram o emprego que mudariasuas vidas: começaram a fazer biscoito no fomo da padaria Globo, estabelecimento antigo na rua São Clemente 29, em Botafogo, na zona sul da cidade.
3. Dali, abasteciam também outras sete padarias dos mesmos proprietários, Alfredo Simões Nobre e José Mastene Morgado. "Éramos assalariados e ganhávamos muito pouco", lembra Milton Fernandes, de 63 anos, o mais velho dos irmãos. A ficha caiu quandoperceberam a rápida "saída" das rosquinhas de polvilho. Eles começaram então a vender para outras redes, com a anuência desconfiada dos patrões.
4. Em 1963, os irmãos Fernandes conheceram Francisco Nunes Torrão, português de Aveiro, expert em pães, com quem formaram a sociedade que perdura até hoje. Em 1966, quando a Rede Globo soltava os primeiros vagidos e o jornal de Roberto Marinho estavalonge de liderar o ranking nas bancas, os sócios registraram o nome fantasia Globo, que se tomaria uma marca registrada do Rio já no fim daquela década. Com a empresa oficialmente denominada Panificação Mandarino Ltda, os sócios começaram a expandir o negócio a partir da padaria velha de Botafogo. Ali ficaram até 1992.
5. Atualmente, a fabriqueta funciona em um galpão de 450 metros quadrados na ruado Senado, no centro velho do Rio. De madrugada, todos os dias, entre 200 e 300 pessoas fazem fila em frente à fábrica, onde apanham senha, a partir das quatro horas da manhã, para comprar os biscoitos. São desempregados, aposentados, vigias noturnos, operários que adquirem o saquinho de 30 gramas por R$ 0,25 e revendem por R$ 1,00 (nas praias e nas ruas) ou até R$ 2,00 (no Maracanã). No verão,as vendas se encerram às 14h. Nos outros meses, às 18h. Aos fabricantes, é garantida receita operacional de R$ 1,2 milhão por ano. "Vendemos muito, mas estamos com essa promoção de R$ 0,25 há cinco anos", conta Nilton. “O mercado está muito competitivo e já tem gente vendendo 20 gramas de batatinha industrializada por R$ 0,20.”
6. De novembro a março, os meses mais quentes, são produzidos 15 milsaquinhos por dia. Nos meses mais fracos, a produção chega a cair para 10 mil ou até 5 mil unidades, "mas não há risco de desemprego para os 20 funcionários com carteira assina- da que, em média, trabalham há mais de 25 anos na fábrica", garante Milton Fernandes. Nesse período, a produção é vendida a quilo para um rede de mais de 100 padarias na Zona Sul e na região central da cidade. São feitas,para cada cliente, duas entregas semanais, em média de 5 quilos cada. O quilo é vendido a R$ 5,00 e revendido ao consumidor, na padaria, por até R$ 12,00.
7. Jamais os sócios da fábrica publicaram um só anúncio em mídia e mesmo assim conseguiram consolidar a marca no Rio, Niterói e na Região dos Lagos. "Meu maior propagandista é o sol e a ele deveríamos pagar uma comissão", afirma Milton. "Ebem verdade que a posterior ascensão da Vênus Platinada nos ajudou, brinca, referindo-se à Rede Globo. Os filhos dos sócios estudam a possibilidade de expandir os biscoitos Globo pelas praias do Nordeste por meio do sistema de franquia. Além da distribuição para centenas de ambulantes que invadem todos os recantos das cidades, diz, há outros segredos para o sucesso. "O nosso produto é leve,...
tracking img