Orteses

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1949 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO




Órteses em Reumatologia


As órteses são utilizadas no tratamento de fraquezas ou variações de movimentos limitados, com o propósito de auxiliar, posicionar ou corrigir, freqüentemente são utilizadas temporariamente. Porém, órteses utilizadas para restaurar a função são necessárias de modo permanente.
As órteses podem ser estáticas, utilizadas paraimobilizar ou estabilizar em uma posição específica e não possuem partes que se movimentam e articulam. Já as dinâmicas, permitem mobilidade controlada das articulações e restauração de algum movimento, já que possuem partes que se movimentam.
Na reumatologia é utilizada para imobilizar a articulação, conter inflamação, melhorar capacidade funcional e a força dos músculos.CAPITULO 01




Órteses Convencionais para Membros Inferiores


O uso de órteses para membros inferiores tem por objetivo estabilizar articulações que não têm condições musculares de sustentação e obter a marcha, também é utilizada para prevenção de deformidades articulares. Órteses convencionais bem prescritas e confeccionadas auxiliam na função de marcha por impedir ou minimizara estruturação de deformidades. Porém nunca deve ser utilizada de forma isolada no tratamento de reabilitação.
É extremamente importante conhecer os diversos tipos de órteses, dos membros existentes, das características e funções de cada componente ortésico e da sobrecarga de esforço que acarreta a sua utilização, para assim realizar a prescrição adequada e obter um bom resultado funcionalpara o paciente.
O alinhamento é indispensável para a utilização funcional de uma órtese. Deve-se observar o alinhamento em todos os planos e em especial observar para que as articulações fisiológicas do paciente estejam no mesmo nível das ortésicas.
O fisioterapeuta segue o paciente desde o dia inicial do diagnóstico da incapacidade e não cessa o seu trabalho nem após a alta doserviço de reabiliatação.
Outros profissionais também acompanham esse paciente como: terapeuta ocupacional, psicólogo, assistente social, entre outros.
A capacidade à locomoção deve ser entendida não como habilidade em trocar passos, mas a função que capacita o paciente em suprir da forma mais independente possível as necessidades normais encontradas nas atividades de vida diária.Componentes das Órteses Convencionais- Características e Funções


As órteses convencionais apresentam componentes com funções de sustentação, alinhamento e compensação.


Calçados Ortésicos
Quando são indicados órteses convencionais com estrutura metálica, é necessária a utilização de calçados em couro, pois a articulação do solado com as hastes metálicas é impossível de serrealizada em calçados tipo tênis ou com solado de borracha. Podem ser fabricados sem nenhuma característica terapêutica, em especial quando não há tendência a deformidades e com preservação da sensibilidade., pois o paciente pode avaliar o posicionamento adequado do pé dentro do sapato. As botas por apresentarem uma maior estabilidade e apresentarem um contraforte na posição medial do tornozelo, devemser prescritas para pacientes com tendências a desvio em valgo e varo.


Hastes Laterais da Perna
Raramente usa-se uma única haste lateral na recuperação da marcha. Quando se trata de um caso mais leve, a estabilidade pode ser obtida por uma única haste posterior na forma clássica da órtese de Codeville, Indicada para paralisia do músculo tibial anterior (“pé caído”).
As hasteslaterais da perna são articuladas a nível do tornozelo biológico com o estribo, que é uma estrutura em forma de U, fixada sob o salto do calçado.
É utilizada em pacientes com tendência a o equinismo, desvios no eixo dos tornozelos em valgo ou varo.












Articulação do Joelho

Quando é necessário estabilizar a articulação do joelho, as órteses convencionais devem interessar até ao...
tracking img