Obesidade- epidemia do seculo xxi

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4865 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
OBESIDADE

A obesidade é uma doença crônica não transmissível definida como um acúmulo excessivo de energia sob forma de gordura no tecido subcutâneo (adiposo) que compromete a saúde dos indivíduos, e caracteriza-se por ser uma enfermidade de etiologia multifatorial que inclui aspectos ambientais, comportamentais, psicossociais, endócrinos e genéticos. A causa fundamental é um desequilíbrioentre as calorias ingeridas e as calorias utilizadas. Na maioria dos casos, a obesidade se desenvolve sem que uma doença primária seja identificada. É um desvio nutricional importante que está crescendo exponencialmente no Brasil e no mundo. De acordo com os dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), 1,6 bilhões de pessoas acima dos 15 anos de idade foram classificadas com sobrepeso no ano de 2005,e 400 milhões estavam obesas. As projeções para 2015 são de aproximadamente 2,3bilhões de pessoas acima do peso e mais de 700 milhões obesas.
Existem estimativas de que o Brasil, em 2025, será o quinto país do mundo a ter problemas de obesidade em sua população. Isso indica que uma grande parte dos governantes estão ignorando um dos maiores riscos à saúde, que está afetando a população mundial.A prevalência mundial da obesidade vem apresentando um rápido aumento nas últimas décadas, sendo caracterizada como uma verdadeira epidemia mundial. Este fato é bastante preocupante, pois a associação da obesidade com alterações metabólicas, como a dislipidemia, a hipertensão e a intolerância à glicose, considerados fatores de risco para o diabetes mellitus tipo II e as doenças cardiovascularesaté alguns anos atrás, eram mais evidentes em adultos; no entanto, hoje já podem ser observadas frequentemente na faixa etária mais jovem. Além disso, alguns estudos sugerem que o tempo de duração da obesidade está diretamente associado a morbimortalidade por doenças cardiovasculares.
Esse crescimento exponencial da obesidade nos últimos anos tem gerado um grande investimento dos cofres públicos,estudos indicam que cerca de 8% dos gastos na saúde em todo o mundo é destinado aos problemas relacionados à obesidade. De acordo com ABESO (associação brasileira para estudo da obesidade e síndrome metabólica) o ministério da saúde (MS) repassará 11 milhões para a estruturação da Vigilância Alimentar e Nutricional.

CAUSAS

Assim como várias doenças, a obesidade está associada a muitostipos de fatores, entre eles algumas influências genéticas e sociais, hábitos que podem ser influenciados pelo ambiente familiar ou individual, que, de alguma forma, podem acabar agravando uma nutrição inadequada.
Sabe-se que associados a todos estes fatores, sempre há uma ingestão incorreta de alimentos, seja pela quantidade acima do necessário, seja pela qualidade. Também ocorre um gastoenergético insuficiente, sendo que isso pode ocorrer por costumes individuais, fatores genéticos ou distúrbios hormonais diversos.

Fatores genéticos: Estudos indicam que o balanço energético está alicerçado aos genes numa porcentagem de aproximadamente 40%. Sabe-se também que existe uma maior tendência em uma família obesa de seus descendentes de se tornarem futuros obesos, não somente pelo aspectogenético, mas também por serem habituados a uma dieta, provavelmente, mais farta em açúcar, gordura e sal e em grandes quantidades. O risco de obesidade quando nenhum dos pais é obeso é de 9%, enquanto que quando um dos genitores é obeso sobe a 50% e atinge 80% quando ambos são obesos. Atualmente, sabe-se que existem 30 genes ligados a obesidade, sendo alguns deles: o gene da leptina e seu receptor,moléculas implicadas na diferenciação de adipócitos e transporte de lipídios, fator de necrose tumoral e outros mais. A presença de vários genes atuando no desenvolvimento da obesidade pode afetar o controle do apetite, o gasto energético e a regulação termogênica.

Fatores ambientais: dados epidemiológicos recentes indicam que a causa primária para a obesidade global reside em mudanças...
tracking img