Niklas luhmann

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1141 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE DE LETRAS DA UNIVERSIDADE DO PORTO
Sociologia
Mariana Vieira


Niklas Luhmann nasceu a 8 de Dezembro de 1927 em Lüneburg e morreu a 6 de Novembro de 1998 em Oerlinghausen. Foi um sociólogo e jurista alemão muito influente que é, hoje em dia considerado um dos mais importantes representantes da Sociologia alemã actual. Luhmann foi aluno de Talcott Parsons em quem se inspiroulevando-o mais tarde a construir a sua própria teoria dos sistemas.
Luhmann tenta explicar a sociedade através de uma interligação de conceitos como: função, estrutura, comunicação, contingência, autopoiese, entre outros. Para o autor a sociedade é vista como um sistema, um sistema que se distingue de meio (os indivíduos são exteriores ao sistema). A novidade na teoria de Luhmann é a de que em vez deolharmos para os diferentes sistemas na dicotomia abertos/fechados devemos considera-los autopoiéticos. Sistemas autopoiéticos são sistema autoregulativos, que produzem a sua própria estrutura, autónomos, porém, não negam a importância do meio para o sistema. Esta definição está ajustada à teoria dos sistemas de Luhmann. O conceito de autopoiese surge na verdade dentro da Biologia por HumbertoMaturana e Francisco Varela que o usam para definir a capacidade dos seres vivos se produzirem a si mesmos. O autor amplia este conceito principalmente a dois sistemas: o sistema psíquico e o sistema social. As operações que decorrem do sistema psíquico são feitas através do pensamento, enquanto que as que ocorrem no sistema social são transmitidas através da comunicação. Existem portanto dois sistemasfechados, internos e autónomos que, em contraponto operam uma espécie de simbiose entre eles visível em qualquer interacção social, ou seja, a comunicação não é possível sem a presença de pensamento. O autor diz-nos assim que é a comunicação e não a acção, a unidade fundamental dos sistemas.
Outra das componentes importantes na teoria de Luhmann é a comunicação. A sua teoria sobre a sociedadeassenta em três premissas básicas: Em primeiro lugar defende que a sociedade é constituída exclusivamente pela comunicação, em segundo diz-nos que a comunicação não é limitada ao espaço territorial ou geopolítico, e como última premissa alega que não há nenhum observador externo ao sistema social que o possa analisar com distância ou imparcialidade (daí o autor dar maior importância à comunicação doque à acção).
O autor defende que a comunicação é um sistema completo, e que sem esta não existe sociedade. Dentro da comunicação a mensagem, informação e a compreensão têm de estar sempre presentes para que esta se faça correctamente.
Luhmann também refere o conceito de homeostasia que, a nosso ver, decorre da autopoiese, pois a homeostasia é a ideia de cada sistema internamente diminuir asua complexidade.

“ Suicídio de reformado por causa da crise revolta a Grécia”
Fonte: Jornal de Notícias; publicado a 05/04/2012

Esta notícia atingiu um forte mediatismo pelo facto de este reformado se ter suicidado a poucos metros do parlamento e por ter deixado um bilhete no seu bolso que evidenciava o desespero e a indignação contra o governo e as medidas de austeridade que o levaram aosuicídio,“"Sou reformado. Não posso viver nestas condições. Recuso-me a procurar comida no lixo. Por isso, decidi por termo à minha vida"” (JN, 05/04/2012). Convém fazer uma breve contextualização que, ainda que evidente, se torna útil para criarmos a ponte com a teoria de Niklas Luhmann. Estamos perante uma crise muito intensa (no caso grego ainda mais visível) que se reproduz em medidas deausteridade brutais que afectam a maioria dos cidadãos e que têm posto em causa a coesão social (manifestações cada vez mais sangrentas geradoras de insegurança e pânico geral). Estamos portanto, a atravessa não só uma crise estrutural mas também uma crise de valores que Luhmann analisa.
Este incidente remete-nos para um dos temas trabalhados por Luhmann que se prende com a crise da democracia...
tracking img