Niklas Luhmann

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1410 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de maio de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
Niklas Luhmann
A improbabilidade da comunicação

António Rebelo - Teoria dos Media

Niklas Luhmann
A improbabilidade da comunicação


Niklas Luhmann (Luneburgo 8 de dezembro de
1927 — Oerlinghausen 6 de novembro de 1998)
foi um sociólogo alemão. É tido como um dos
mais importantes representantes da sociologia
alemã atual.

Adepto de uma teoria particularmente própria dopensamento sistémico, Luhmann teorizou a
sociedade como um sistema autopoiético.


O elemento central da teoria de Luhmann é a
comunicação.



Sistemas sociais são sistemas de comunicação e
a sociedade é o sistema social mais abrangente.

António Rebelo - Teoria dos Media

Niklas Luhmann
A improbabilidade da comunicação
Segundo Luhmann, a comunicação é algo indispensável, ou seja, semela qualquer ser humano
não poderia, nem conseguia relacionar-se e até mesmo viver.
“Sem comunicação não existem relações humanas nem vida humana propriamente dita”
Luhmann considera a comunicação :
 Como uma operação improvável de se concretizar mas necessariamente superável para
poder chegar a realizar-se.
 A comunicação é domínio exclusivo dos sistemas sociais, ao invés de ser dossistemas
psíquicos.

António Rebelo - Teoria dos Media

Niklas Luhmann
A improbabilidade da comunicação
É importante distinguir duas correntes teóricas a partir das quais é possível elaborar uma teoria
científica:
 Francis Bacon
“estabelece a possibilidade de melhorar as condições (pág.39). As suas ideias motoras são a
perfeição, a saúde, ou, num sentido mais amplo, as melhores condiçõespossíveis”
Conhecer cientificamente os princípios da natureza e evitar os juízos erróneos não é
requisito indispensável para que o mundo continue a existir. Mas, este conhecimento serve
para a eliminação dos defeitos e para a melhoria progressiva das condições de vida da
humanidade
 Thomas Hobbes
Demonstrar como é de esperar que se realizem, com uma grande margem de segurança,
processos emsi improváveis, ainda que não impossíveis (pág.40)

António Rebelo - Teoria dos Media

Niklas Luhmann
A improbabilidade da comunicação


Luhmann considera que conhecer cientificamente a existência do mundo, não é condição
suficiente para o perceber

• A outra corrente apontada por Luhmann é baseada na tese da improbabilidade.
É a corrente que Luhmann elege como a única capaz desustentar uma teoria aplicável à
comunicação e a toda a sociedade, invertendo o que ele considera como um optimismo ingénuo,
quando se consideravam que “existem possibilidades ilimitadas de aperfeiçoamento a partir da
natureza, tanto se se trata da natureza física, como da humana”.
Baseada nessa perspectiva, Luhmann não poderia deixar de considerar a comunicação também
como um problema – apesar deimpercetível na vida quotidiana – improvável de se concretizar,
mas necessariamente superável para poder chegar a realizar-se.

António Rebelo - Teoria dos Media

Niklas Luhmann
A improbabilidade da comunicação
Luhmann decompõe o problema da comunicação em três improbabilidades:
1. A improbabilidade de “alguém compreenda o que o outro quer dizer” e é motivada pelo
isolamento e aindividualização da consciência de cada indivíduo, – fruto da auto-referência
do seu sistema psíquico e depende do contexto (do meio) que por sua vez está
circunstanciado pela memória de cada um (Luhmann, 2006: 42).
2. A segunda improbabilidade consiste em aceder aos receptores. É improvável que uma
comunicação chegue a mais pessoas do que as que se encontram presentes numa situação
dada (Luhmann,2006: 42).
Significa a manifestação da improbabilidade em comunicar junto de mais pessoas do que
aquelas que estão presentes no mesmo espaço e tempo.
3.

A terceira improbabilidade é a de obter o resultado desejado. Por “resultado desejado”
entende o facto de que o recetor adote o conteúdo seletivo da comunicação (a informação)
como premissa do seu próprio comportamento, incporporando à...