Neonatologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1916 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Artigo de Revisão Surfactante pulmonar: comp. função e metabolismo Celso Moura Rebello
Introdução
Um dos maiores avanços obtidos no campo da Neonatologia na última década deste século foi, sem dúvida, o desenvolvimento e a disponibilidade comercial do surfactante exógeno para o tratamento da doença das membranas hialinas (DMH). Esta doença é causada primariamente por uma deficiência desurfactante ao nascimento. Os RNs com esta doença são prematuros com sistemas de produção e/ou reciclagem de surfactante ainda em desenvolvimento, possuindo, em decorrência da prematuridade, uma maior permeabilidade endotelial e alveolar a ptns, facilitando a ocorrência de edema pulmonar com a consequente inativação tanto do surfactante presente na luz alveolar como do surfactante exógeno utilizado para otratamento desta patologia. A terapêutica com surfactante exógeno permitiu uma redução das taxas de mortalidade neonatal entre os prematuros extremos, com impacto inclusive na mortalidade infantil dos países desenvolvidos. No entanto o uso adequado desta nova classe de medicamentos implica em um conhecimento não apenas da fisiopatologia da DMH, mas também da composição, função e metabolismo dosurfactante pulmonar.

Funções do surfactante pulmonar
O resultado da interação físico-química entre as moléculas de água e o ar presente no interior dos alvéolos resulta em uma força de intensidade variável, chamada de tensão superficial, que varia de acordo com o diâmetro alveolar. Assim com a redução do diâmetro observada no final da expiração, esta força aumenta de grandeza e tende a causar ocolabamento alveolar. Desta forma, a tensão superficial do interior do alvéolo exerce grande influência sobre a mecânica pulmonar. A principal função do filme de surfactante, que se situa entre as camadas de água e o ar no interior do alvéolo, é a redução da tensão superficial no final da expiração, a fim de se evitar o colabamento alveolar. Através deste mecanismo, o filme de surfactante tambémmodifica o balanço de líquidos entre o espaço vascular, o interstício e o interior do alvéolo. A redução da tensão superficial leva a uma menor passagem de líquidos do interstício para a luz do alvéolo, reduzindo o edema alveolar que se instala no pulmão prematuro logo após o nascimento. Finalmente, foi demonstrado que a proteína A do surfactante possui, entre as suas propriedades, umaparticipação no mecanismo de opsonização bacteriana, sugerindo que o surfactante possa ter um papel também na inativação e eliminação dos patógenos inalados.

O surfactante endógeno
A composição do surfactante pulmonar é bastante semelhante entre as várias espécies de mamíferos estudadas até hoje. A maioria dos estudos de composição foi realizada analisando-se o conteúdo lipídico do surfactante obtido porlavado broncoalveolar (representando o surfactante presente no interior do alvéolo), associado ou não à homogeneização dos pulmões em soro fisiológico gelado, utilizando-se trituradores de tecidos (representando o surfactante intracelular, presente no interior dos pneumócitos tipo II). Desta forma, o surfactante possui dois componentes principais, com funções distintas: a porção lipídica e a porçãoprotéica.
[pic]
A porção lipídica representa cerca de 90% do surfactante em massa (Fig1). Seu principal componente, representando 76,6% do total de lípides, é a fosfatidilcolina, que está presente 40,4% na forma saturada, possuindo duas cadeias de ácidos graxos saturados (geralmente o ácido palmítico), e 36,2% na forma insaturada, possuindo pelo menos uma cadeia de ácido graxo monoinsaturado.Assim sendo, a fosfatidilcolina saturada representa 36,3% do surfactante, em massa. Dos outros componentes lipídicos, o mais abundante é o fosfatidilglicerol, seguido da fostatidiletanolamina (Fig1). A quant relativa dos principais fosfolípides presentes no surfactante pulmonar natural nas diferentes espécies de mamíferos estudadas é mostrada na Tabela 1. A composição dos fosfolípides no...
tracking img