Negrinho do pastoreio

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (340 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Negrinho do pastoreio
É uma lenda Afro-cristã, muito contada no século xix pelos abolicionistas, e foi popularizado na região sul do Brasil.
A lenda conta a historia do uso exagerado do poder dohomem branco e da submissão do negro.
O homem branco, senhor da casa grande e dono do negro. Sendo assim detém o poder para bater, explorar e judiar sem ser repreendido por quem quer que seja.
Osmesmo só eram importunados pelos abolicionistas, que não detinham tanto poder e usavam a voz para tentar rebater o uso do poder excessivo do homem branco para com os negros.
Os negros por suavez, submisso, dependente sofria calado suas dores. Mas era na fé que encontravam força para viver. E nesse contexto o negrinho do pastoreio expõe a historia de um negrinho que sofreu todas as mazelas,recebeu todos os castigos do seu senhor, mas a sua fé em NOSSA SENHORA o fez vitorioso, já que depois de perder um dos animais que pastorava, seu senhor o espancou, e o deixou amarrado numformigueiro durante toda noite,esperando vê-lo morto na manha seguinte e assim pagando pelo animal desaparecido.
Na manha seguinte tal não foi a surpresa do senhor, ao ver o negrinho em pé sem nem umamarca no corpo,e maior ainda foi a surpresa de quem estava ao lado do negrinho,NOSSA SENHORA juntamente com o cavalo desaparecido e todo o rebanho do qual e negro era pastor. Nesse momento o senhorjogou-se ao chão pedindo perdão,mas o menino nada disse. Beijou a Mao de NOSSA SENHORA montou no cavalo e sai pastorando a tropilha.
Ate hoje conta-se a lenda do negrinho do pastoreio, e muitos ainda over conduzindo a tropilha mundo afora e muitos acendem velas e rezam um padre nosso em homenagem a alma do judiado.

CONCLUSAO

Analisando antropologicamente a lenda do negrinho apresenta aexploração, a submissão, a Fe e o uso excessivo da força da do homem braço para com os menos favorecidos, fatos que é visto ainda hoje,já que quem muito tem pouco divide ou nada oferece e quem nada...
tracking img