Multifuncionalidade projeto de produto multifuncional

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1562 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
2 Tema ou assunto A condição domiciliar da sociedade brasileira, tem como parâmetro o número de pessoas. Dados de pesquisas oficiais referendam como sendo este um elemento de significativa importância nas análises da qualidade de vida. A relação do número de pessoas com o salário, dão a dimensão do poder aquisitivo e por consequência, as condições 'guais' de vida. Estudos realizados pelo IBGE(2006) mostram que o número de pessoas que compõem as famílias brasileiras estão menores. A média de filhos por família caiu de seis, em 1970, para menos de dois nos dias atuais. O número de jovens que optam por morar sozinhos também chama a atenção, por ter dobrado na última década. Naquele ano 11,07% dos 54,6 milhões dos domicílios brasileiros já abrigavam apenas um morador. Assim sendo, Mendonça(2012), vice presidente financeiro e de desenvolvimento do Sindicato da Habitação – SECOVI RIO, cita alguns elementos que reforça, a discussão da temática: Com mais renda e crédito para a população, os filhos estão deixando as casas mais cedo e comprando imóveis, os estudantes estão se deslocando entre as cidades, as famílias estão ficando menores e o principal, o que é até um orgulho para oBrasil: os empresários estrangeiros estão vindo com multinacionais e outras empresas para a cidade. Essa demanda é sempre maior para imóveis de um quarto e de dois quartos. (MARIA MARIA TEREZA MENDONÇA DIAS, 2012)

Na visão de Domingues, esse ainda é um movimento típico de cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Belo Horizonte, que oferecem serviços e produtos que facilitam a vida dequem vive sozinho. E é também um fenômeno das classes A e B, cujo nível cultural e econômico é mais alto. A expansão de arranjos familiares menores e do número de pessoas que vivem sozinhas tem gerado uma grande procura por imóveis menores, causando mudanças no mercado imobiliário, sendo a principal delas, o encolhimento dos imóveis. Para aumentar o aproveitamento dos espaços e reduzir os gastos comas obras, as construtoras começaram a investir em apartamentos com cômodos e pés direitos menores, construindo mais apartamentos por edifício. Segundo o arquiteto Alves (2012)

como vivemos um período de valorização no mercado imobiliário, essa redução é uma forma de manter os apartamentos com preços acessíveis para os compradores. Decorrente desta condição, surge a necessidade de criar móveismais dinâmicos que se adaptem ao espaço e com isso atendam este nicho de mercado crescente, onde são necessários móveis que não ocupem muito espaço, sejam de fácil instalação, mas sem perder as suas características funcionais e ergonômicas. Ele deve ter a sua função desempenhada tão bem ou melhor que os outros. A partir disso surge a oportunidade de pesquisar e criar um móvel parar se adequar aoespaço e à rotina destas pessoas que vivem nestes ambientes limitados.

1 OBJETIVOS Objetivo Geral O trabalho tem como objetivo desenvolver um móvel multifuncional para ambientes pequenos que se adapte às tarefas dos usuários.

1.1.2Objetivos Específicos Proporcionar um melhor aproveitamento de espaço dos apartamentos pequenos Estudar a multifuncionalidade do mobiliário Explorar ascaracterísticas de design multifuncional e de mobiliário para pequenos espaços na procura por soluções eficazes .Adequar o design de móveis ao mercado cada vez maior de pessoas que moram em pequenos apartamentos

Público Alvo

O estilo de ser single representa a expressão de liberdade, por isso, muitos optam por transformar o estar single em um hábito, mais que isso, um estilo de vida. Grande parte destapopulação tem uma vida social ativa diferente de parte dos casados, possuem renda e nível escolar altos, compram em menor quantidade porém gastam mais em objetos de valor agregado. O levantamento do Ibope Mídia revela que 62% se dizem adeptos de marcas mais refinadas, 34% não escondem que freqüentemente compram produtos por impulso nos

supermercados, 33% daqueles que têm mais de 20 anos...
tracking img