Mulheres apenadas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1943 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO EM SOCIOLOGIA

MARLENE HELENA DE OLIVEIRA FRANÇA

VIOLÊNCIA, TRÁFICO E MATERNIDADE: um estudo sobre mulheres encarceradas

João Pessoa-PB 2013

MARLENE HELENA DE OLIVEIRA FRANÇA

VIOLÊNCIA, TRÁFICO E MATERNIDADE: um estudo sobre mulheres encarceradas

Tese apresentada ao Programa dePósGraduação em Sociologia da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), em cumprimento aos requisitos necessários à obtenção do título de Doutora em Sociologia. Orientador: Prof. Dr. Ariosvaldo da Silva Diniz

João Pessoa-PB 2013

MARLENE HELENA DE OLIVEIRA FRANÇA

VIOLÊNCIA, TRÁFICO E MATERNIDADE: um estudo sobre mulheres encarceradas

Tese de Doutorado submetida à banca de Qualificaçãojunto ao Programa de PósGraduação em Sociologia da Universidade Federal da Paraíba, como requisito parcial para a obtenção do grau de Doutora em Sociologia.

Aprovada em:_____/______/______

Banca Examinadora

__________________________________________ Prof. Drº Ariosvaldo da Silva Diniz (PPGS/UFPB) (Orientador) ____________________________________________ Prof. Drº Adriano Azevedo Gomes deLéon (PPGS/UFPB) (Examinador Interno) ___________________________________________ Profa. Drª Mônica Lourdes Franch Gutiérrez (PPGS/PPGA/UFPB) (Examinador Interno) ____________________________________________ Prof. Drº Marconi do Ó Catão (UEPB) (Examinador Externo) ____________________________________________ Prof. Drª Ana Cristina Brito Arcoverde (PPGSS/UFPE) (Examinador Externo)

AGRADECIMENTOSEsta tese é resultado de um trabalho acadêmico, mas também, e, sobretudo, da solidariedade, apoio e confiança demonstrados por muitas pessoas. Por isso, agradeço de maneira especial ao meu orientador, Profº Dr. Ariosvaldo Diniz, pela leitura e comentários que muito contribuíram para a feitura deste trabalho, principalmente, por ter acreditado que o trabalho seria concluído, mesmo quando muitospercalços surgiram ao longo do caminho. À Profª Dra. Luziana Ramalho e ao Profº Dr. Adriano de Léon, pelas preciosas críticas e sugestões feitas no Exame de Qualificação. Aos professores do PPGS/UFPB, que compartilharam comigo os seus conhecimentos, proporcionando um mergulho mais aprofundado no encantador mundo da Sociologia. Aos colegas de curso, pelas parcerias amistosas e pelas trocas deconhecimentos. A Daniela Souza, pelo trabalho de transcrição das muitas horas de entrevistas, a Prof. Rivaldete Silva, pela revisão técnica e ortográfica do texto. À minha mãe, Helena, minha principal referência feminina, por estar comigo em todos os momentos, incentivando-me com suas palavras doces e suas orações tão cheias de fé e certeza. Por fim, agradeço à minha família, pela paciência ecompreensão com a minha ausência durante o período de elaboração deste trabalho: meus filhos Gustavo e João, por existirem e darem sentido a minha vida. Ao meu amor, Celson, meu companheiro, por tudo o que vivemos juntos nesse período de dedicação ao Doutorado. Agradeço as palavras de incentivo nos momentos mais difíceis, o carinho e a compreensão na fase final de elaboração da tese, quando juntosencontramos na nossa dádiva divina maior, João, que gestado junto com esta tese, foi a minha maior fonte de inspiração e a força para concluir esse importante ciclo em minha vida. De maneira muitíssimo especial, agradeço as minhas irmãs Graça e Carmita pelo apoio incondicional e imprescindível nos momentos mais críticos durante a elaboração desta tese. Aos gestores e funcionários do sistema penitenciário daParaíba que autorizaram a realização desta pesquisa. Às mulheres encarceradas que colaboraram para esta pesquisa, abrindo os livros de suas vidas para tratar de assuntos tão delicados e que, entre lágrimas e sorrisos, me ensinaram que a vida é um ciclo que se renova constantemente. Minha identificação com vocês é maior do que eu mesma possa compreender.

O longo percurso de construção...
tracking img