Movimentos de terra

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3119 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
OS TIPOS DE MOVIMENTO DE TERRa

O termo terraplenagem e definido como sendo o conjunto de operações de escavação, carga, transporte,
descarga, compactação e acabamento executados a fim de passar-se de um terreno em seu estado natural
para uma nova conformação topográfica desejada.

O movimento de terra deve ser precedido por uma fase que se denomina em geral de preparação do
terreno.A preparação do terreno e composta por algumas etapas genéricas

que, obviamente, podem ser desnecessárias conforme as características especificas do terreno
encontrado. Estas etapas são as seguintes:
DESMATAMENTO (retirada da vegetação de grande porte). Pode ser feita com moto-serra ou,
eventualmente, com processos mecânicos, no caso de existência de poucas árvores (como dozer,
pácarregadora, etc.).
DESTOCAMENTO. No caso de ser utilizada moto-serra para o corte das arvores, o
destocamento pode ser feito manualmente ou através do fogo.
LIMPEZA. Retirada da vegetação rasteira.
REMOÇÃO DA CAMADA VEGETAL. A camada de solo que pode ser considerada um banco
genético, deve ser retirada particularmente pois não pode ser utilizada em aterros.
No caso das obras deedifícios em que o movimento de terra não for muito grande, o mesmo
equipamento utilizado no movimento propriamente dito, auxilia na preparação do terreno.Nestes casos,
dificilmente são utilizados equipamentos especiais para este fim.

O movimento de terra básico, no caso dos edifícios, pode significar uma operação de corte, aterro ou
misto, como pode ser observa do nas figuras a seguir.Figura 1 – Corte.

Figura 3 – Secção mista.

Figura 2 – Aterro.

2

A situação mais comum para a execução de edifícios é a necessidade de cortes ou a situação mista de
corte e aterro. Isto se deve a que os edifícios normalmente tem os subsolos destinados a garagens o que
torna difícil a necessidade de aterro em todo o terreno. Os aterros, quando necessários, devem ser
realizadosacompanhados dos serviços de compactação.

Quando o aterro deve ser feito em terreno onde ocorre também o cor te, em muitos casos a compactação
é feita pela passagem repetidas vezes dos equipamentos nos locais de aterro. Para pequenas áreas
aterradas a compactação é feita manualmente através de equipamentos, os chamados “sapos”, que
podem ser rudimentares e fabricados em obras oumecanizados como o mostrado na figura a seguir.

Figura 4 – “Sapo” mecânico.

3
Além dessas operações básicas (corte, aterro e compactação) outras operações de caráter mais restrito
são também bastante comuns, em função das necessidades do processo construtivo do edifício,das
características do terreno,e do tipo de fundação a ser executada. Em alguns casos são necessárias outras
operações ,tais como a troca de :solo, a configuração de caminhos de serviço (forração) e a execução de
valas e trincheiras.

Finalmente, poderá ser necessário no movimento de terra a retirada de matacões (fragmentos de rocha
de grandes dimensões). Isto pode levar à necessidade de utilização de explosivos ou ao uso de
expedientes destinados a “olar" a pedra, e transportá-la após fragmentada aoscaminhões .

A inserção do movimento de terra no cronograma do edifício e função das soluções definidas para as
fundações do edifício e para a contenção da vizinhança.

Assim, por exemplo, em obras que as fundações necessitem de grandes equipamentos para a sua
execução, poderá ser recomendável executar as fundações antes de escavar o terreno devido ao acesso e
-retirada destes equipamentos.Por outro lado, as fundações em túbulos a céu aberto, também exemplo,
executado manualmente poderão induzir um movimento de terra prévio diminuindo a escavação manual
dos tubulões e facilitando o posicionamento.de suas armaduras.

Nos casos em que torne-se necessária a contenção de vizinhança através de uso de perfis metálicos ou
paredes diafragma, estes serviços deverão preceder a...
tracking img