Movimento sem terra

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3658 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
MOVIMENTO DOS TRABALHADORES RURAIS SEM TERRA
Origem do Movimento Sem Terra
Nas décadas de 30 e 40 ocorreram conflitos violentos, em diversas regiões, com posseiros defendendo suas áreas, individualmente, com armas nas mãos. Entre 1950 e 1964, o movimento camponês organizou-se enquanto classe, surgindo as Ligas Camponesas, a União dos Lavradores e Trabalhadores Agrícolas do Brasil (ULTABs) e oMovimento dos Agricultores Sem Terra (Master). Esses movimentos foram esmagados pela ditadura militar, após l964, e seus líderes foram assassinados, presos ou exilados. O latifúndio derrotou a reforma agrária. Mas entre 1979 e 1980, no bojo da luta pela redemocratização, surge uma nova forma de pressão dos camponeses: as ocupações organizadas por dezenas ou centenas de famílias. No início de 1984,os participantes dessas ocupações realizaram o primeiro encontro, dando nome e articulação própria ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). 
O MST nasceu das lutas concretas que os trabalhadores rurais foram desenvolvendo de forma isolada, na região Sul, pela conquista da terra, no final da década de 70. O Brasil vivia a abertura política, pós-regime militar. O capitalismo nacionalnão conseguia mais aliviar as contradições existentes no avanço em direção ao campo. A concentração da terra, a expulsão dos pobres da área rural e a modernização da agricultura persistiam, enquanto o êxodo para a cidade e a política de colonização entravam em aguda crise. Nesse contexto surgem várias lutas concretas que, aos poucos, se articulam. Dessa articulação se delineia e se estrutura oMovimento Sem Terra.



Problemas enfrentados pelo MST
Um dos maiores problemas enfrentados atualmente pelo MST é o esvaziamento dos acampamentos de sem-terra. Em 2003, primeiro ano do governo Lula, quando existia a expectativa de uma reforma agrária massiva no País, o movimento chegou a reunir 230 mil famílias em seus acampamentos - o equivalente a quase 900 mil pessoas. Hoje, pelas contasdos líderes da organização, seriam 90 mil famílias.
O MST atribui a queda à política de reforma agrária do governo, que teria sido tíbia demais. De acordo com essa lógica, os acampamentos enchem quando as famílias têm a perspectiva de ganhar um lote de terra em curto prazo; e esvaziam quando percebem que terão de esperar anos sob a lona plástica.
A explicação mais provável para o encolhimento dosacampamentos, porém, está no Bolsa-Família. O programa de transferência de renda beneficia, sobretudo a periferia pobre das cidades e as zonas rurais mais miseráveis, onde o MST sempre arregimentou mais pessoas. Além das ocupações, essa espera pela reforma agrária envolvem outras ações que não têm relação direta com a terra, como a luta contra transnacionais, o capital financeiro e até mesmo emdefesa da educação.

Os líderes do grupo
João Pedro Stedile |
O MST é comandado por uma direção nacional com vários integrantes - não há um presidente ou líder oficial do grupo. Porém, seu principal dirigente é, sem dúvida,  João Pedro Stedile, de 49 anos, gaúcho de Lagoa Vermelha, formado em economia, pós-graduado na Universidade Autônoma do México e autor de vários livros sobre a reformaagrária. Foi graças às idéias, mais do que ao cargo que ocupa desde 1985 na direção nacional do MST, que Stedile ganhou estatura dentro do movimento. Cada aspecto seu - dos métodos de luta às teses, passando pela organização - tem as marcas de seus neurônios. Conservador em relação à família e à religião, Stedile afirma que suas idéias são radicais e de esquerda, e defende de forma aberta a adoçãode um sistema socialista no país. Ele viaja pelo país dando palestras e coordenando a atuação do movimento, e serve como seu principal formulador de políticas. Em julho de 2003, Stedile liderou a comitiva do MST na visita ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no Palácio do Planalto.
Junto de Stedile na cúpula do MST estão outros nomes influentes no movimento. O mais conhecido deles é o...
tracking img