Mobilidade urbana e regional

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1835 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SEMINÁRIO TEMÁTICO REGIONAL
ASPECTOS ESTRATÉGICOS DO PLHIS
Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto e COHAB-RP

“MOBILIDADE URBANA E REGIONAL”

Augusto Valiengo Valeri
Ribeirão Preto – 19 de abril de 2010

MOBILIDADE URBANA
Mobilidade :
É um atributo associado às cidades,
relativo ao deslocamento de pessoas
e bens no espaço urbano, utilizando
veículos, vias e toda a infra-estruturaurbana

Paradigma

Mobilidade Urbana

Política Pública

Supera a análise fragmentada:
Supera
- entre transporte e trânsito
- entre trilhos e pneus
Promove a inclusão social e o
direito à cidade

Mobilidade Urbana no Brasil
DIVISÃO MODAL 2003

A Pé
35%

Bicicleta
3%
Bus Municipal
24%

32%
Moto
2%

Automóveis
28%

Bus
Metropolitanos
5%
Metroferroviários
3%ANTP

Mobilidade e Renda
Consumos e impactos relativos, por viagem, três famílias
12
9,8

Índices (pobres = 1)

10
8

9,2

6,5 6,4

6

8,8
7,0

cl media

5,0
4,2

ricos

4
2

1,5

2,1

1,4
0,7 0,7

1,3

0
viagens

tempo

distância

custo

pobres

poluição energia

espaço

Perfil da mobilidade
D ivisão modal entre viagens motorizadas e nãomotorizadas por classe de população
das cidades

> um milhão

72,78%

de 500 mil a um milhão

de 250 a 500 mil

de 100 a 250 mil

de 60 a 100 mil

27,22%

64,01%

35,99%

56,56%

43,44%

47,57%

52,43%

42,26%

57,74%

Fonte: ANTP – Sist. de Informações de Transporte e Trânsito - 2003

Part. Viag motorizadas

Part. Viag não motorizadas

Mais da metade dasviagens não são motorizadas

6

Planejamento da Mobilidade Urbana
• Transporte
integrado ao
desenvolvimento
urbano

• Redução das
deseconomias
urbanas da
circulação

• Uso equânime
do espaço urbano

Desenvolvimento
Urbano

• Transporte
público eficiente
e de qualidade

Mobilidade
Sustentável

•Melhorar a
qualidade do ar

Meio-ambiente

• Sustentabilidade

energéticaInclusão Social
• Acessibilidade universal
• Pedestres e ciclistas

O Debate sobre DESENVOLVIMENTO REGIONAL
Debate
HERANÇA:
HERANÇA:

CONCEPÇÃO
CONCEPÇÃO do DESENVOLVIMENTO COMO SINÔNIMO DE CRESCIMENTO
CRESCIMENTO
ECONÔMICO
ECONÔMICO
ESTRATÉGIA CENTRADA NA INDUSTRIALIZAÇÃO
INDUSTRIALIZAÇÃO
TENDÊNCIA
TENDÊNCIA :

A QUESTÃO AMBIENTAL e a QUESTÃO SOCIAL no cerne do DEBATEQUESTÃO
AFIRMAAFIRMA-SE O DESENVOLVIMENTO HUMANO - IDH ( PNUD)

DEBATE:DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

Diretrizes Estratégicas da Política de Mobilidade Urbana

Diminuir a necessidade de viagens motorizadas
Solução não está no atual modelo de produção de mais e mais transporte /
Promover a Multicentralidade
Repensar
Repensar o desenho urbano
Mudança no conceito de sistema viário / acessolocal / descontinuidade
Repensar a circulação de veículos
A circulação de automóveis tem custo que é socializado / Acidentes - Traçado
das ruas, impunidade, ausência de fiscalização / Não é fatalidade / Carro não
pode ser motivo para organizar a cidade, pois nem todos podem possuí-lo /
Cidade planejada para moradia com qualidade de vida / Mudança da
acessibilidade plena do auto/ Moderação dotráfego.

Resposta ao processo da 1a Conferência das Cidades
em outubro de 2003

Programas para a Mobilidade não Motorizada

Brasil
Brasil Acessível
Programa Brasileiro de Acessibilidade Urbana

Bicicleta Brasil
Programa Brasileiro de Mobilidade por Bicicleta

JUSTIFICATIVA
14,5% ( 26 milhões) da população
brasileira tem deficiência.

8% da população são de idosos. Aexpectativa é que até 2025 a
população idosa, acima de 60 anos,
seja 15%.

Censo do IBGE 2000.

JUSTIFICATIVA
JUSTIFICATIVA
Leis Federais n.º 10.048/00 e n.º10.098/00 que
estabelecem normas gerais de acessibilidade,
posteriormente regulamentadas pelo Decreto
Federal n.º 5.296/04, gerando reordenamento
das ações práticas do Poder Público.

DECRETO Nº5.296/04
Seção III
Da Acessibilidade na...
tracking img