Metodologia de pesquisa em geografia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1407 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE - UNICENTRO
Campus Universitário de Irati
Setor de Ciências Agrárias e Ambientais – SEAA/I
Departamento de Geografia

Luiz Guilherme Basso

A importância da Industria na economia de Teixeira Soares?
Projeto de pesquisa apresentado ao Professor Zaqueu Luiz Bobatoda Matéria de Metodologia de Pesquisa em Geografia, pelo acadêmicoLuiz Guilherme Bassodo 2º ano para obtenção de nota Parcial.

IRATI-PR/2012

1- INTRODUÇÃO
Distante aproximadamente 150 km de Curitiba-PR, Teixeira Soares apresenta como problemática geográfica, uma economia deprimida. Dados de 2008 (IBGE) indicavam que o município tinha uma população de 11.492 habitantes (população urbana de 5.985 epopulação rural de 5.507), mas atualmente possui 10.277 habitantes (2010), o que demarca um processo de declínio populacional decorrente de sua fragilidade econômica. Com o número de habitantes mencionado, Teixeira Soares se insere no rol de municípios que contém aglomerações urbanas de pequeno porte. Segundo o IBGE (2008), 85% dos municípios brasileiros têm menos de 20.000 habitantes.
A economiado município está baseada principalmente na agropecuária, seguida dos serviços e indústria, segundo o IBGE (2011). Esses setores econômicos propiciam um PIB de R$114.941,943 mil, que dividido pela população gerará um PIB per capita de R$11.119,47. Outros índices apontam a debilidade econômica do município (os índices de desenvolvimento humano municipal): IDH-M: 0,738; IDH-M Renda: 0,641; IDH-MLongevidade: 0,718.
Diante desse cenário, Teixeira Soares apresenta forte dependência em relação à Ponta Grossa e Irati levando em conta a possibilidade de se encontrar industrias nessas cidade, isso é inteligível pela vida de relações fortemente marcada por uma circulação “para fora” da cidade, para obtenção de mercadorias e serviços. Excetuando-se a empresa Batavo (recém-chegada no município),plantadores de milho e soja e produtores de víveres integrados com cooperativas e agroindústrias, o esquema de hierarquia urbana é proximamente ao esquema apontado como superado, por Milton Santos (1988). O autor afirmava que não se poderia mais falar da clássica noção de rede urbana, pois as relações tinham se transformado profundamente, em razão das cidades não se restringirem os seus contatos comsuas adjacências, mas com lugares mais distantes.
Reconhecemos os avanços nas técnicas de transportes (mobilidade física) e de comunicações, além das características do atual paradigma da circulação, o período logístico-telemático1 (SILVA JUNIOR, 2009, p. 214). Entretanto, vários processos de mobilidade e circulação estão baseados no “clássico” esquema de hierarquia urbana, apesar de tambémreconhecermos as alterações funcionais ocorridas nas últimas três décadas no Brasil, que possibilitaram a formação de novos papeis dentro da rede urbana, evidenciando novas tipologias de cidades.
O Brasil possui atualmente 5.564 municípios, o que permite uma extensa rede urbana composta por cidades de pequeno, médio e grande porte e várias tipologias, de acordo com cada estudo elaborado a respeitodo tema. São estudos elaborados com o intento de compreender a “organização” da rede/território e o papel das cidades, como instrumentos de planejamento para o desenvolvimento regional. Esses estudos compõem, hoje, uma base referencial importante para a análise conjunta da questão urbana e regional no país.

2- JUSTIFICATIVA
Hoje quando pensamos o papel da cidade pequena em meio à rede urbanabrasileira devemos levar em consideração as especificidades apresentadas por cada núcleo na formação e desenvolvimento regional. Para Milton Santos as cidades pequenas são denominadas como, [...] ”aglomeração capaz de responder às necessidades vitais mínimas, reais ou criadas de toda uma população, função esta que implica uma vida de relações” (SANTOS, 1982, p.71).
Lobato correia: Argumenta...
tracking img