Projeto de pesquisa em geografia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3493 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
PROJETOS DE PESQUISA EM GEOGRAFIA








INTRODUÇÃO



Ao longo da história, a realidade já foi interpretada a partir de inúmeros
parâmetros. Na antiguidade e nas sociedades primitivas, a realidade certamente
era explicada através de mitos. Como explica Magee (1974, p. 64), biógrafo do
filósofo alemão Karl Popper:



As primeiras descrições do mundo parecem tersido animistas, mágicas,
cheias de elementos vindos da superstição. Pôr em dúvida essas
descrições ou qualquer outro fator que assegurava a coesão da tribo era
tabu – e podia acarretar a morte dos dissidentes.



Assim, se sob nossa visão moderna a explicação mítica da realidade é
considerada inconsistente, para aquelas sociedades e grupos humanos tratava-se
de uma explicaçãoobjetiva da realidade.



Num momento posterior, o parâmetro mítico foi superado por uma visão
teleológica, vinculada fortemente às crenças religiosas, que embutia a ideia de
finalidade das coisas do mundo e da realidade (DEMO, 1985). Esta forma de
interpretar a realidade e o mundo era, e ainda é, aceita por muitos como algo
“revelado”, implicando a conotação de “sagrado”, como umaverdade que se
encontra acima da capacidade de entendimento das pessoas e está estabelecida
em ideias, valores imutáveis e certezas incontestáveis. Nesse sentido, Antonio


Filho (1999, p. 61) escreve que: “ [...] A interpretação do mundo, desta forma,
embasada em concepções a priori, dispensa ou mesmo não admite contestações,
juízo crítico, especulações, incertezas ou necessidade decomprovação.”



Numa fase seguinte do processo histórico, o movimento conhecido como
Iluminismo (movimento intelectual que caracterizou o pensamento europeu do
século XVIII, particularmente na França, Inglaterra e Alemanha, baseado na ideia
do poder da razão para solucionar os problemas sociais) introduziu uma nova
forma de ver e entender a realidade e o mundo.



Como explicaainda Antonio Filho (1999, p. 62):



Por fim, a visão do mundo estabelecida pelo conhecimento científico.
Trata-se de um processo mental a posteriori, que tem por base a
observação detalhada dos fenômenos, a teorização de „modelos. ou
conjeturas (hipóteses), a experimentação e a confirmação ou não das
hipóteses, no intento de entender as leis da natureza. Essas leis não sãoprescritivas, mas descritivas, daí não caracterizarem comandos que
devam ser „obedecidos. ou „seguidos. e que não podem ser „violados.,
mas asserções explicativas de caráter geral, factuais e que, em razão
disso, devem ser modificadas ou abandonadas, na medida em que se
verifiquem serem inadequadas.

A leitura do mundo através do conhecimento científico requer o uso
pleno da razão e daelaboração dedutiva ou indutiva do processo mental.
Neste caso, o raciocínio é dirigido e instigada a curiosidade, a
admiração, ao estabelecimento de relações, de comparações,
selecionamentos etc.



Sagan (2002), ao explicar o que é ciência, diz que é mais do que um corpo
de conhecimento, é um modo de pensar. E vai mais longe ao afirmar que a
ciência está longe de ser um instrumentoperfeito de conhecimento, mas ainda é o
melhor que temos.



Enquanto a ciência se propõe a captar e manipular a realidade assim como
ela é, a metodologia se preocupa em como concretizar isso (DEMO, 1985). Neste
sentido:



Metodologia é uma preocupação instrumental. Trata das formas de se
fazer ciência. Cuida dos procedimentos, das ferramentas, dos caminhos.
A finalidade daciência é tratar a realidade teórica e praticamente. Para


atingirmos tal finalidade, colocam-se vários caminhos. Disto trata a
metodologia. (DEMO, 1985, p. 19).

Entendemos, assim, que a metodologia é um arcabouço mental embasado
nos paradigmas vigentes, mas também na visão do mundo dominante, portanto,
calcada na ideologia igualmente dominante.



Nas ciências sociais, as...
tracking img