Metabolismo dos carboidratos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1202 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Absorção dos carboidratos
Absorção dos carboidratos

Absorção dos Carboidratos
• Os monossacarídeos atravessam a célula da
mucosa e, através dos capilares das vilosidades,
entram na corrente sanguínea, onde são levados
pela via porta até o fígado.
• A glicose e galactose são absorvidas por
transporte ativo, primariamente por um carreador
que é dependente de sódio.
• A frutose é maislentamente absorvida pela
difusão facilitada.

Entrada de Glicose nas Células
O transporte de glicose para dentro das células é
li
realizado por um grupo de sete transportadores
encontrados nas membranas celulares que
apresentam especificidade tecidual.

Os transportadores de glicose (GLUT)
•O GLUT 1 é o transportador de glicose das
li
hemácias humanas e está amplamente distribuídoem muitos tecidos incluindo coração, rins,
adipócitos, fibroblastos, placenta, retina e cérebro,
mas pouco é expresso no músculo ou no fígado.
• O GLUT2 é o transportador de glicose hepática
expresso preferencialmente no fígado(membranas
sinusóides), rins (células tubulares), intestino
delgado (enterócitos) e células β-pancreáticas
l
secretoras de insulina. O GLUT 2 também podetransportar galactose, manose e frutose.

Os transportadores de glicose (GLUT)
• O GLUT 3 parece estar presente em todos os
tecidos, mas sua expressão mais alta ocorre no
cérebro adulto, nos rins e na placenta.
• O GLUT 4 é o principal transportador de glicose
nos tecidos sensíveis à insulina, tecidos adiposo
marrom e branco e músculos esqueléticos cardíaco.
• O GLUT 5 parece apresentar um baixotransporte
de glicose e ser um transportador de frutose.
(fundamentalmente expresso no jejuno tanto na
membrana da borda em escova quanto na
membrana basolateral).

Os transportadores de glicose (GLUT)
• O GLUT 6 apresenta sequência semelhante a um
pseudogene.
•O GLUT 7 transportador de glicose microssomal
hepática.

Metabolismo dos carboidratos
Metabolismo dos carboidratos Principais
Principais Vias Metabólicas

Metabolismo de Carboidratos

Metabolismo de Carboidratos

Nutrição Básica I

Glicólise

Glicólise

Metabolismo
NAD: Nicotinamida Adenina Dinucleotídeo
NAD+ ; NADH; NADHP
ATP: Adenosina Trifosfato
ADP: Adenosina difosfato
AMP: Adenosina monofosfato
AMPc

Nicotinamida adenina dinucleotídeo

Glicólise
As reações da Glicólise sãodivididas em duas
fases:
I.

Fase preparatória: gasto de energia; fosforilação
da glicose e quebra em triose fosfato.

II. Fase de compensação: produção de energia;
conversão oxidativa de gliceraldeído-3-P a piruvato
com formação acoplada de ATP e NADH.

Glicólise: Fase I preparatória

Glicólise: Fase II de compensação

Glicólise

FOSFORILAÇÃO DA GLICOSE
Ã

A glicose é umamolécula quimicamente inerte, assim, para se iniciar
li
a sua degradação é necessário que seja ativada.
Depois de entrar na célula a glicose é fosforilada pela hexoquinase
produzindo glicose-6-P pela transferência do fosfato terminal do ATP
para o grupo hidroxila da glicose

Reação irreversível faz com que a glicose-6-P permaneça
dentro da célula, uma vez que não é transportada através damembrana plasmática.

Glicólise
Conversão de Glicose-6-fosfato a Frutose-6-fosfato pela
Glicose-6-fosfato Isomerase

Glicose-6-Fosfato

Frutose-6-Fosfato

Glicólise
Conversão de Frutose-6-fosfato a Frutose-1,6-bifosfato pela
Fosfofrutoquinase

Frutose-6-Fosfato + ATP

Frutose 1,6-Bifosfato +ADP

Glicólise
A Frutose 1,6-bifosfato é dividida pela Aldolase em duas trioses
fosfatadasficando cada uma com um fosfato

Frutose 1,6- Bifosfato
Fosfato

Gliceraldeído 3-P +Dihidroxicetona

Glicólise
As duas trioses são interconvertíveis por uma reação reversível
catalisada pela Triose Fosfato Isomerase

Dihidroxicetona Fosfato

Gliceraldeído 3-P

Glicólise: Fase II de compensação

Glicólise
Oxidação da gliceraldeído-3-fosfato a 1,3-bifosfoglicerato pela...
tracking img