Mesopotamia e seus povos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (4000 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
No mesmo milênio em que ia sendo formada a civilização egípcia, desenvolvimento semelhante se verificava ao longo das margens dos RIOS TIGRE E EUFRATES, apenas a poucos centenas de quilômetros de distância.
Ali como no Egito, o progresso técnico ocorria muito mais rapidamente do que na Europa. Antes que todos os povos europeus houvessem adotado o uso do metal, haviam os povos orientais passadopela ERA DO COBRE E DO BRONZE e ingressado na IDADE DO FERROEe seus primitivos centros no Egito e na terra entre os RIOS TIGRE E EUFRATES, a civilização logo se espalhou por todo o FERTÌL CRESCENTE - a área de terrenos produtivos em forma de ferradura -- que se estende no rumo norte de BABILÔNIA para o planalto do EUFRATES, e depois se curva no rumo sul, outra vez, passando pela SÍRIA e pelaPALESTINA.
Gradualmente, a civilização ainda mais se difundiu: na direção leste para a terra dos medos e dos persas; na do oeste pela Ásia Menor, até as ilhas e península de Grécia e da Itália, até as costas distantes do MEDITERRÂNEO.
Por conveniência, os historiadores se referem a essa civilização como "MESOPOTÂMICA", embora seja às vezez o termo MESOPOTÂMIA restringido à parte norte da terra quefica entre os dois rios.
A civilização mesopotâmica era completamente diferente da egípcia. Sua história política á assinalada por interrupçoes bruscas; sua composição racial era menos homogênea e sua estrutura social e econômica oferecia campo mais longo à iniciativa individual.
A cultura egípcia era predominantemente ética; a mesopotâmica jurídica. O desprezo dos egípcios pela vida, excetuando-seo período do Médio Império era geralmente uma atitude de alegre resignação relativamente liberta de superstições grosseiras. A atitude mesopotâmica, ao contrário era melancólica, pessimista e inquietada por terrores mórbidos. Enquanto o nativo do Egito acreditava na imortalidade da alma e debicava grande parte de seus esforços a preparação da vida futura, seu contemporâneo mesopotâmico vivia nopresente, olhava com indiferença seu destino após a morte. Finalmente a civilização do Vale do Nilo compreendia conceitos de monoteísmo uma religião de amor e iqualdade social, a do Tigre - Eufrates era egoísta.Uma religião raramente ultrapassava o estágio de um politeísmo primitivo e seus ideais de justiça se limitavam em grande parte à observância literal dos termos de um contrato.
Hoje em dianão se considera a Mesopotâmia uma região muito especial a não ser pelo petróleo que possui . Na antiguidade porém era um lugar privilegiado para a sociedade humana. Na época das cheias os Rios Tigre e Eufrates transbordavam e provocavam enchentes em sua planície. Quando as águas retornavam ao leito normal, uma rica camada de " húmus" (matéria orgânica que se origina da decomposição de restos deanimais e vegetais) ficava depositada sobre a terra tornando-a fértil e própria para o cultivo. Irrigado e fertilizado pelas enchentes, o solo mesopotâmico possibilitada a produção de grande parte dos legumes, grãos. Além disso, os rios cheios de cardumes favoreciam a pesca. Havia ainda, a caça abundantes nas margens dos rios e condições para criação de animais.
O bom aproveitamento dessas vantagensnaturais dependia, entretanto do trabalho e do planejamento dos homens, com o esforço coletivo dos membros da comunidade.

A escrita cuneiforme consistia em sinais que representavam um son ou uma imágem, pelos quais o leitor chegava ao objeto representado. A foto mostra um texto cuneiforme de teor jurídico-administrativo cer ca de 2300 a.C.
O trabalho do controle das cheias do Tigre e Eufratese de construção de sistemas de irrigação era fundamental para a sobrevivência das populações da região e gerado essa necessidade de uma organização coletiva.
Essas atividades eram exercidas por homens livres e por escravos que tinham alguns direitos definidos em leis.
Todo este esforço coletivo para o abastecimento de água visava ao desenvolvimento da agricultura ( cevada, trigo, legumes,...
tracking img